Governo e empresários do Peru discutem implantação de empresa no Acre

O processo de implantação da Zona de Processamento de Exportação e a Política de Incentivos Industriais estão chamando a atenção de empresários locais e internacionais. Representantes da diretoria do Grupo Glória, do Peru, estão no Acre para analisar as condições para instalar indústrias no Estado.

perugovernador_reune_com_peruanos_e_empresarios_foto_sergio_vale_3

O Grupo Glória é o maior produtor de derivados de leite no Peru. E também tem forte atuação entre outros ramos, como minérios, cimento e fertilizantes. O grupo foi recebido na manhã desta sexta-feira, 29, pelo governador Tião Viana. Durante a primeira reunião ficou definido que o governo do Estado, através da Secretaria de Indústria, apresentaria o levantamento das informações necessárias para que a empresa se instale no Acre. E nesta manhã o governador Tião Viana destacou a integração sul-americana através da rodovia Interoceânica, e as possibilidades de união entre os povos e fortalecimento da economia local.

“Não queremos que vocês comprem da Costa Oeste. E não queremos comprar de São Paulo. Queremos que comprem os nossos produtos e também comprarmos o de vocês. Uma empresa que trabalha com compromisso econômico e social é sempre bem-vinda no país. Aqui as empresas do Grupo encontram as portas abertas”, disse Tião Viana ao presidente do Grupo Glória, Vito Rodriguez.

A ideia de compartilhar resultados é reforçada pelo presidente do Grupo. “Somos irmãos que têm vivido de costas e precisamos nos virar de frente”, disse. O governador explicou ainda o novo momento econômico proposto pelo governo do Estado, com as ações para consolidar a cadeia produtiva de peixes e suínos e da indústria da madeira.

O secretário de Indústria e Comércio, Edvaldo Magalhães, convidou a comitiva peruana para conhecer as instalações da ZPE e também a Usina Álcool Verde. “Estamos ao lado de dois Estados com vocação agrícola e que demandam o uso de fertilizantes. Também temos interesse em comprar cimento”, relatou o secretário. Já o secretário de Planejamento, Márcio Veríssimo, apresentou os aspectos do cenário atual, que, segundo ele, se mostra favorável para investimentos no Acre.

A parceria do governo do Estado com o BNDES também foi assunto de destaque durante a reunião com os empresários peruanos. O gerente na área de Inclusão Social do BNDES, Irapuan Braga, explicou que o banco pode financiar os empreendimentos de empresas de outros países, desde que elas se estabeleçam no Brasil. “Isso é perfeitamente viável. Nossa meta é promover o desenvolvimento regional no Acre, e a vinda de empresas pode gerar muitos empregos e aumentar a renda das pessoas.”