Ministério das Minas e Energia aprova Linhão para o Juruá

Com tamanho e característica que permitem considerá-lo único em âmbito mundial, o sistema de produção e transmissão de energia elétrica do Brasil é um sistema hidrotérmico de grande porte, com forte predominância de usinas hidrelétricas e com múltiplos proprietários.

linhaopolitica_030811_1
O SIN é formado pelas empresas das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte da região Norte. Apenas 3,4% da capacidade de produção de eletricidade do país, que inclui a região do Juruá, ainda se encontram fora do SIN, em pequenos sistemas isolados localizados principalmente na região amazônica.

Acompanhado na audiência com Zimmermann do senador Aníbal Diniz e da deputada federal Perpétua Almeida, que comemoraram a boa nova para a população do Juruá, o governador Tião Viana previu que a obra do Linhão comece a ser construída ainda no início do próximo ano. Segundo ele, o Linhão trará muitos benefícios para a população do Juruá, que está ganhando, a partir deste ano, o tráfego definitivo da BR-364 em direção a Rio Branco, não voltando mais a fechar durante o período invernoso.

“Com a região do Juruá interligada pelo Linhão, teremos o fim do sofrimento das pessoas das cidades que seguem a BR-364 até Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, onde há um sistema frágil, que queima equipamentos eletrodomésticos, tais como geladeira, ferro de passar, chuveiro e outros”, destacou o governador.

Para Tião Viana, trata-se de uma obra de quase R$ 300 milhões, com o governo da presidente Dilma Rousseff apoiando o Acre e oferecendo melhoria na qualidade da energia elétrica, redução do custo desta energia e melhor qualidade de vida para as pessoas, as empresas e as indústrias.