Caso Fabrício: justiça não quer limpeza do rio agora

O juiz Cloves Augusto Cabral, solicitou o adiamento da operação de limpeza do Rio Acre, marcada para o próximo sábado, 3. Para os juízes, a ação pode destruir provas. 

Caso_Fabricio_coletivaA Força Nacional e o Corpo de Bombeiros estão realizando buscas no rio para tentar encontrar restos mortais de Fabrício. 

Até o momento,  não se sabe se os ossos encontrados são humanos. 

Caso o pedido não seja atendido, a Justiça pode determinar o adiamento da limpeza dos barrancos e do leito do rio. 

Ontem, o secretário de Meio Ambiente anunciou que a operação deve contar com Ibama, Imac, helicóptero, corpo de bombeiros e voluntários.