Acordo facilita devolução de veículos roubados

O secretário de Segurança Pública Ildor Reni Graebner, esteve reunido com o comandante do Departamento de Polícia de Pando (Cobija), coronel Mário Luiz Dias Chacom Calderon. Ele foi propor a “permuta” de veículos brasileiros que se encontram no pátio da Polícia Boliviana com veículos bolivianos que estão apreendidos do Brasil nos depósitos do Detran em Brasileia e Epitaciolândia. 

boliviareni_graebnert_e_o_coronel_chacom_calderonO coronal boliviano mais uma vez esclareceu o teor da lei boliviana que nacionaliza veículos estrangeiros circulando irregularmente há mais dois anos na Bolívia. Chacom explica que tais veículos só serão nacionalizados em caso de não registro de roubo e furtos. Explicou ao secretário Reni que tem “interesse em “limpar” o pátio do quartel com veículos cujos proprietários perderam para ladrões e que na maioria das vezes esteja pagando por um bem que lhes foi roubado”. 

Da mesma forma muitos bolivianos esbarram na burocracia brasileira para liberar seus veículos e findam por desistir de reavê-los. Como esses veículos não podem ser vendidos ou leiloados no Brasil, veículos se deterioram no pátio do Detran em Brasileia e Epitaciolândia.  

Uma relação de veículos roubados em poder do Departamento de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) foi apresentado ao comandante boliviano. Ele garantiu: “Se na relação constar algum veículos apreendido na Bolívia, será devolvido ao dono sem burocracia ou custos. 

Pelo acordo, o secretário de Segurança Pública do Acre disse que faria uma consulta à legislação. Caso não houvesse nenhum empecilho, nessa “permuta” tomaria a mesma providência.