Tiroteio em boite acaba com dois mortos

Um tiroteio na madrugada de domingo, 09, em uma casa noturna instalada no estacionamento do antigo Aeroporto de Rio Branco no 2º Distrito da cidade, acabou em tragédia, com duas pessoas mortas e duas feridas.

Tiroteio_2

O segurança Amarildo Leite Alves, 44 anos, foi morto com um tiro de revólver que atingiu o peito esquerdo, também foram feridos os seguranças Reginaldo Fernandes da Silva, 25 anos e Clenilson Silva de Souza, 26 anos, que foram atingidos com tiros nas costas efetuados por Wellington Coelho da Silva, 28 anos, “o Macaco”, que foi morto durante troca de tiros com policiais militares do Batalhão de Operações Especiais – BOPE.

De acordo com informações de testemunhas, a confusão começou por volta das 4h20 da madrugada deste domingo, 09, quando o presidiário em liberdade condicional Wellington Coelho iniciou uma briga dentro da casa noturna.

Os seguranças da casa entraram em ação conseguindo retirar “Macaco” de dentro boate.

Cerca de 10 minutos depois, ele retornou armado e iniciou o tiroteio atingindo às costas dos seguranças Reginaldo e Clenilson, os dois foram feridos com dois tiros cada. Em seguida o criminoso efetuou um disparo que atingiu o segurança Amarildo que mesmo ferido tentou retirar o bandido de dentro da boate.

Criminoso troca tiros com PMS e morre no Pronto Socorro de Rio Branco
Ao ouvirem os disparos vindos do interior da casa noturna, um grupo de policiais militares do BOPE que estava de folga do lado de fora da boate, entraram para saber o que estava acontecendo e encontraram “Macaco” atirando na direção dos militares que revidaram e durante a troca de tiros, atingiram Wellington quatro vezes. Dois tiros atingiram o peito do criminoso e dois acertaram os braços.

Feridos, os três seguranças e o presidiário foram socorridos por duas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU.

O segurança Amarildo Leite não resistiu à gravidade do ferimento e morreu dentro da viatura do SAMU a caminho do Pronto Socorro. Os seguranças Reginaldo e Clenilson atingidos nas costas deram entrada no Pronto Socorro onde foram submetidos à cirurgia de emergência.

Wellington Coelho “Macaco” que deu entrada em estado grave morreu cerca de 20 minutos depois de dar entrada no setor de emergência do Pronto Socorro.

Quem era Wellington Leite “o Macaco”
Segundo informações da Polícia Wellington Coelho da Silva, 28 anos, “o Macaco” possuía dezenas de passagem pela Polícia e sete pelo Presídio Estadual.

Até o dia 12 de setembro, ele cumpria pena no Presídio Estadual por crimes de tráfico de drogas, roubo (assalto a mão armada) e ameaça. Quando foi beneficiado com a progressão de pena para regime condicional.