Democracia nas escolas: mais de 200 eleições num único dia para diretores

Teve início às 8 horas desta quinta-feira, 8, a eleição para diretores de escolas estaduais nas escolas que têm três turnos, com previsão para terminar a partir das 20 horas. Após a coleta dos votos, a Comissão Eleitoral tem um prazo de cinco dias para enviar os resultados à Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), que coordenará os recém-eleitos diretores da rede estadual.

alunofotos_Mardilson_Gomes_1_1Mais de 230 escolas tiveram candidatos disputando a eleição, com 600 professores aptos a concorrerem para se tornarem novos diretores, que terão mandato de quatro anos (2012 a 2015), sendo que, após a eleição, o futuro diretor ou diretora passará por um curso de formação para assumir tal cargo em fevereiro do próximo ano. São responsáveis pelos votos pais ou responsáveis dos alunos, o corpo docente, os funcionários escolares e os alunos acima de 13 anos.

Para concorrer, os interessados deviam preencher uma série de critérios, além de participarem do curso de capacitação de 120 horas/aula, realizado à distância, além de prova eliminatória com perguntas voltadas para assuntos sobre gestão de pessoas e processos, elaboração de plano de gestão, legislação educacional, entre outros. Os principais deveres de um diretor escolar incluem coordenar a elaboração e revisão do projeto político pedagógico e responder em caráter judicial pela escola junto à SEE e ao Conselho Estadual de Educação.

Durante as eleições, representantes da SEE, incluindo o secretário Daniel Zen, visitaram algumas escolas da capital para verificar o andamento das votações e trocar ideias com os candidatos sobre o que eles esperam colocar em prática e em como planejam gerenciar a instituição de ensino. “É importante acompanharmos esse processo, que decidirá  os responsáveis pelas escolas até o ano de 2015, já dando uma amostra da parceria que a SEE oferece às instituições de ensino”, declarou o secretário.

Para o candidato Alzemir de Souza Batista, que concorre à vaga da Escola de Ensino Fundamental Marilda Gouveia Viana, trata-se de uma oportunidade para conquistar uma chance de exercer novas metodologias educacionais e contribuir para a melhora do ensino acreano. “Espero ser eleito para realizar melhorias e aplicar técnicas de ensino que inovem e aumentem o interesse dos alunos pelo conhecimento”, disse.