Fartura de mandi enfrenta falta de gelo em Sena Madureira

Made in Boca do Acre. Inacreditável, mas o município amazonense está exportando gelo para assegurar que não estrague a grande produção de mandi neste período do ano em Sena Madureira. É esta a principal reclamação dos pescadores e comerciantes de mandi na cidade. O assunto repercutiu na abertura dos trabalhos legislativos na Câmara de Vereadores.

mandisenaO vereador Gilberto Lira disse que os pescadores estão com dificuldades para estocar a produção de mandi porque não há gelo suficiente no município, que tem duas fabriquetas que produz gelo.

-Não tem sido suficiente. Tanto que dias atrás passamos a consumir gelo vindo de Boca do Acre, no Amazonas – disse a oestadoacre.com o vereador Gilberto.

No mercado da cidade, o quilo do mandi, nesta época do ano, perdeu preço e pode ser encontrado por até R$ 4. Diretamente no porto, junto aos pescadores, compra-se o mesmo quilo a R$ 3.

Se não bastasse a lenda que diz que os mandis consumidos em Sena vêm de Boca do Acre e até de Cruzeiro do Sul, agora acrescente-se também a água em estado sólido para conservá-los.

Era só o que faltava.