Tragédia no Pantanal: avião caiu a um minuto da pista (família Braga que mora no Acre sofre)

O piloto do monomotor que caiu na manhã de sábado (19) em Corumbá chegou a comunicar que iria pousar, pouco antes da queda que aconteceu a 1,5 mil metros da pista da fazenda Minador, faltando apenas um minuto e meio para o fim da viagem. No acidente morreram o pecuarista Ricardo Jardim de Almeida, 48 anos, a esposa Fernanda Braga dos Santos (acreana e filha do ex-prefeito de Rio Branco Fernando Inácio), 35 anos, a filha Valentine, de 1 ano, a babá Micheli Dias Marques, de 18,  e o amigo e gerente da fazenda Rudinei Joca Monteiro, 50 anos. Informações sobre a Fernanda no final do texto.

ricardoefernandaDe acordo com Ruaniffer Martins, 28 anos, que é amigo da família e também piloto, Ricardo havia apenas reportado à Força Aérea que iria pousar e em seguida o monomotor prefixo PT NKO, modelo PA28 Corisco desapareceu do sistema. “Ele não pediu socorro. Foi uma fatalidade, não foi falha humana, era um piloto experiente, não realizava voos baixos e sem autorização”, ressalta Martins.

A Força Aérea emitiu sinal de emergência quando o pouso não foi confirmado. Ruaniffer foi comunicado e junto de um amigo levantou voo do aeroporto Santa Maria rumo a região. “Por volta das 15h30 recebi esta informação da Força Aérea e desconfiei que a aeronave poderia ter caído. Às 16 horas levantei voo e pouco depois das 17 horas localizei os destroços a 1,5 mil metros da pista”, revela o amigo da família.

As equipes da FAB chegaram a ir até a fazenda Minador, para tentar descobrir a localização da aeronave e dos cinco ocupantes, mas funcionários na fazenda não visualizaram a queda. “Creio que a mata alta tenha abafado o barulho da queda”, avalia Martins.

Amigo há mais de 10 anos de Ricardo, Ruaniffer diz ter sido um choque encontrar o amigo e a família na situação que estavam os corpos. “Todos estavam carbonizados, menos a criança que foi arremessada da aeronave antes e o corpo estava a dois metros dos destroços. O monomotor pegou fogo quando estava no chão”, explica Martins.

Outro amigo da família, Hector Lefevre Filho, 48 anos. Diz que Ricardo pilotava há dois anos e era “bem sistemático”, por isso também não acredita em erro humano ou falta de manutenção como causas do acidente.

O monomotor decolou no às 5h20 de sábado do aeroporto Teruel e deveria pousar às 8h na fazenda Minador.

Os corpos, chegaram por volta das 16 horas deste domingo à Base Aérea de Campo Grande e seguiram para o IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal). Um helicóptero do Esquadrão Pelicano trouxe as vítimas.

Foi possível a identificação de Ricardo por causa de uma corrente de ouro que ele usava. Fernanda estava grávida de 21 semanas, o que também facilitou a identificação. Os demais ocupantes foram diferenciados pelo sexo.

De acordo com amigos e familiares, os corpos de Ricardo, a esposa, a filha e o gerente Rudinei serão sepultados no cemitério da Cemitério Parque das Primaveras. Ainda não foi confirmado o destino do corpo da babá, que morava em Ponta Porã.

———–

Acre – família Braga sofre com tragédia

Familiares que moram em Rio Branco – e são muitos – estão chocados. Aqui moram vários tios, tias, e pelo menos uma dezena de primos de Fernanda.

[Fernanda era filha do ex-prefeito de Rio Branco, Fernando Inácio (década de 80. Foi o prefeito que elaborou primeiro Plano Diretor da capital, construiu o Mercado Novo, da Epaminondas Jácome, e o Ginásio Coberto), estava no avião com a filha pequena e o marido. Fernanda Braga dos Santos Almeida estava grávida. Nenhum dos cinco passageiros sobreviveu.

O ex-prefeito Fernando Inácio mora em Campo Grande (MS) e é casado com uma acreana (Rosa), da família Braga.

Em 17 de setembro, na sua fan page, Fernanda postou uma mensagem ao seu marido pelo celular: ‘Há 6 anos iniciamos uma linda história alicerçada em cumplicidade, respeito, fidelidade e muito muito amor. Ricardo, você é um presente de Deus e as nossas garotinhas são o símbolo disto!!! Obrigada pela linda família que construímos. Amo amo amo infinito…’]

Corpos de filha, genro e neta de ex-prefeito de Rio Branco foram resgatados 32 horas depois e estão em Campo Grande