Governo decreta Situação de Emergência no Acre

O decreto foi assinado pelo governador Tião Viana e garante que o governo possa tomar medidas extraordinárias para amenizar e antecipar problemas causados pelo isolamento do Acre com o restante do país por via terrestre. A BR-364, principal rodovia que liga o Estado a Rondônia está interditada devido à enchente sem precedentes do Rio Madeira.

Esforços estão sendo feitos para evitar um colapso no abastecimento do Acre.

“O governo tem adotado todas as medidas com segurança, antecipando-se às dificuldades que possam decorrer dessa provável obstrução da BR. A decretação da situação de emergência vai nos permitir medidas administrativas ágeis que possam colaborar, mais ainda, para a prevenção de agravos, em qualquer ameaça que possamos ter, no atendimento regular e justo à população do Acre”, explicou o governador.

Tião Viana observou que, nesta quarta-feira, o Rio Madeira atingiu a marca de 18,57m, classificada por ele como “um índice impressionante e que torna essa enchente um dos maiores desastres ambientais que a Amazônia já viveu”. Viana ressaltou que o Acre enfrenta uma situação de isolamento quase pleno por via rodoviária na BR-364.

O chefe da PGE, Davi Laerte, destacou que o decreto de situação de emergência constitui-se num reconhecimento jurídico, na área de defesa civil, de uma situação que coloca em risco o abastecimento, a saúde e a segurança da população. “Com essa decretação, ampliaremos as parcerias com o governo federal e, com isso, melhorias mais imediatas ao estado do Acre”, afirma.

[com informações da agana]