Dilma veio, viu, gostou do povo e quer voltar ao Acre


dilmaprincipa

Lembra-se do ditado que diz que é na hora do vexame, do desespero, que sabemos quem tá ao lado da gente de verdade?

Pois, é.

Ontem, sábado, sem que ninguém pudesse sequer sonhar, a presidenta Dilma Rousseff ampliou sua agenda oficial em Rondônia e decidiu dar uma esticadinha a Rio Branco.

Decidiu vir ao Acre.

E aqui ficou empolgadíssima com a recepção e o calor humano do povo que a recebeu.

Dilma não tem o carisma do Lula, mas parecia o Lula andando no meio dos desabrigados do Rio Acre no Parque de Exposição.

O governador Tião Viana havia feito duas sugestões à presidenta:

1 – visitar os desabrigados, ou

2 – Visitar as obras do ‘Cidade do Povo’

Dilma foi sábia na decisão: ‘quero ir aonde o povo está. Quero ver como estão nos alojamentos. Em que condições’. Foi.

A presidente se surpreendeu com a organização, com o cuidado com que estão sendo tratados.

-Nunca vi isso no Brasil. Esse cuidado. Esse zelo com as pessoas necessitadas. Isso é inédito no nosso país – falou para o governador Tião, a deputada Perpétua, o prefeito Marcus Alexandre e uma multidão que a queria tocar no Parque.

Multidão?

Com as pessoas querendo chegar perto de Dilma, o Exército e os seguranças (que já haviam sugerido que ela não fosse ao Parque Castelo Branco, pois era uma área de risco pela quantidade de pessoas no local) foram surpreendidos pela presidenta, que ordenou:

-Se afastem. Quero entrar nos alojamentos dos desabrigados. E chegar perto das pessoas.

Não deu outra.

Os desabrigados cobriram a presidenta de carinho, de afagos.

E o resultado dessa empatia transformou-se em dezenas de fotos com as pessoas. Até o governador Tião Viana serviu de fotógrafo com um celular de um desabrigado que queria tirar uma foto com a presidenta.

Não é difícil encontrar o substantivo adequado para dizer o que fez a presidenta optar por visitar os desabrigados (um suposto local de risco na visão sempre preventiva do aparato de segurança) ou um canteiro de obras de casas, no caso o ‘Cidade do Povo.’

Solidariedade.

A presidenta não veio em campanha (a eleição é somente daqui a sete meses), como também não veio inaugurar obra alguma.

Dilma Rousseff veio dar a mão aos necessitados. Dizer a eles que seu governo olha por eles.

Veio reforçar o apoio que tem dado ao governo do Acre para que consiga superar as dificuldades com a enchente.

A presidenta, que nunca havia pisado no Estado, poderia, se quisesse, ter escolhido qualquer outra data ou momento para visitar o Acre. Ou até mesmo ter optado por não vir.

Mas não: escolheu um momento de calamidade pública, de sofrimento das pessoas para estar entre elas.

Que gesto esse da Presidenta Dilma Rousseff!!

O gesto de Dilma não tem preço.

Desde ontem o povo acreano passou a ter outro olhar para a presidenta do Brasil.

Um olhar de mais respeito e amizade.

Antes de pegar o avião de volta para Brasília, a presidenta pediu ao governador:

-Tião, marque o dia e a hora para inaugurar o ‘Cidade do Povo’ e o ‘Peixe’ (foi assim que se referiu ao fantástico projeto do Complexo do Peixe) que eu quero voltar ao Acre de novo.

-Pois não, presidenta. Com todo prazer – respondeu o governador.

15 de março de 2014.

Dilma veio ao Acre, os desabrigados da enchente a puseram nos braços e a oposição perdeu mais um dos seus poucos discursos que tinha para entrar numa campanha eleitoral.

Pero, el lloro es libre y hace bién al coración, diz a ciência.

Podem começar.

Buá, Buá, Buá…

[no final da coluna tem um vídeo da presidenta Dilma durante reunião com governo no aeroporto de Rio Branco]

——————————————————————————————————————————————————–


Dilma vibra com Tião e Perpétua

principa

Claro, as responsabilidades são muitas.

A presidenta Dilma ainda não sabia que o Partido dos Trabalhadores e o Partido Comunista do Brasil haviam chegado a um acordo para a formação da pré-chapa majoritária da Frente Popular.

Quando foi informada, exclamou:

-Puxa! Vocês já resolveram essa questão aqui no Acre!. Parabéns, Tião!. E eu nem fiquei sabendo. Podia ter me ligado!

Dilma deu um show de simpatia em sua passagem pelo Acre.

Pelas fotos dá para ver que a alegria dela no Acre foi muito maior do que quando esteve em Porto Velho.

Vá entender.

O povo do Acre é especial, diferente e único, e isso ninguém tem dúvida.

————————————————————————-

 dilma e perpetua abraço

A flor voou

Durante os minutos que antecederam o sobrevoo da presidenta Dilma para ver o estrago nas áreas alagadas em Rio Branco, Perpétua, fez um pedido ao comandante da aeronave.

-Comandante, tem uma vaga pra mim?

A presidenta Dilma, que estava perto ouviu e ordenou:

-Tire alguém do helicóptero e ponha a Perpétua.

E subiram aos céus Dilma, a Flor, e o governador Tião Viana.

—————————————————————————


as meninas

Un regalo para Dilma

E as meninas da Comunicação e gabinete do governo não perderam tempo e entregaram um presente para a presidenta.

No parque, onde estão as vítimas da enchente do Rio Acre, Dilma fez o seguinte comentário.

-Aqui no Acre até a imprensa gosta de mim.

Presidenta, mas aqui também tem um filhote do PIG [Partido da Imprensa Golpista]

O Piguinho.

Não faz muita diferença, mas tem.

—————————————————————————————————–

A recíproca…

Sobre nota numa coluna política de um jornal local, em que o líder do PT na Aleac, Geraldo Pereira, afirmou que será 100% Perpétua, mesmo sabendo que ela não pedirá votos para ele, a pré-candidata a senadora fez um comentário oportuno.

…É 100%

Perpétua garantiu que também será 100% Pereira e 100% também todos os candidatos a deputados estaduais e federais da FPA.

Mano

Fora o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, o único do interior que chegou a tempo de prestigiar a visita da presidenta Dilma foi o de Sena Madureira.
Mano Rufino soube da visita também pela manhã.

———————————————————————————————————————————————————-

A melhor imagem 

O deputado Sibá conseguiu aquilo que se pode chamar de foto de campanha. Fez um pedido, foi atendido e posou com a presidenta, o governador e a deputada pré-candidata ao senado, Perpétua.

siba foto

—————————————————————————————————————————————————-

Não tem jeito

Agora o que não muda nem melhora nunca é o sistema de ar condicionado do aeroporto de Rio Branco.

Durante visita da presidenta Dilma o calor estava insuportável. E tudo isso num prédio que custou os olhos da cara.

Uma nota preta.

E a Infraero nem Seu Sousa para a impaciência e o desconforto dos usuários do serviço.

———————————————————————————————————————————————————–

Dilma em vídeo

‘Não vamos deixar o Acre isolado. É uma ideia fixa minha.’

Só 49 segundos. Assista trecho da fala da presidenta feita no restaurante do aeroporto de Rio Branco.

——————————————————————————————————————————————————