O Acre isolado, lutando, mobilizado e preocupado [E a oposição faz o quê mesmo?]

br 364 capa coluna
credito foto: agencia do governo do ACRE

Complicou ainda mais a situação do tráfego da BR-364, entre Rondônia e o Acre nas últimas 24 horas.

O nível do Rio Madeira continua subindo.

No final da tarde de quinta, o governador Tião Viana publicou pela sua conta pessoal no Twitter que a passagem de caminhões em direção ao Acre estava interrompida.

A notícia já era esperada há alguns dias, mas todos faziam figa para não acontecer.

Aconteceu.

No entanto, alguns ainda não se deram conta do drama que já estamos vivendo e poderemos viver daqui para frente.

É uma situação inédita no Acre nos últimos 100 anos.

A ANTT publica nesta sexta Decreto que autoriza as empresas acreanas a transportar do Peru mercadorias para atender o mercado local por 90 dias.

Leia dois artigos do Decreto da Agência Nacional dos Transportes Terrestres:

(...Art. 1º Conceder, excepcionalmente, pela situação de emergência declarada, Autorização de Viagem em caráter Ocasional, pelo prazo de 90 (noventa) dias, às Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Cooperativas de Transporte Rodoviário de Cargas, indicadas em anexo a esta Resolução, sediadas no Estado do Acre, para realizar o Transporte Rodoviário Internacional de Cargas com tráfego por fronteira comum, através de pontos habilitados de fiscalização aduaneira, entre a República Federativa do Brasil e a República do Peru.

Art. 2º Determinar a remessa dos autos à SUROC para as providências cabíveis, especialmente, dar ciência à Receita Federal do Brasil e ao Organismo Competente da República do Peru, deste ato….)

A Interoceânica, rodovia que liga o Brasil ao Peru pelo município de Assis Brasil, mostra a sua importância estratégica neste momento de sofrimento por que passa o povo acreano.

Mas tem gente que foi contra a construção da rodovia e não tá nem aí para o grave problema.

Por exemplo:

O que está fazendo mesmo a oposição neste momento que todos precisam de todos?

Ah, sim.

Está atrás de votos.

Isso é o mais importante em qualquer situação, né?

E essa gente ainda quer voltar a comandar o Acre.

[No final da coluna Vídeo do apelo feito pelo senador Jorge Viana ao Exército e aos bancos do Brasil, Caixa e Banco da Amazônia]


No café da Miragina

Encontro um amigo influente, cedo, na tradicional Miragina e nos sentamos à mesa já com o escolhido para o café.

Sirvo-me de mamão-papaia, pão, leite, café e patacones no prato e ele vai apenas do acreaníssimo café-com-leite, pão e manteiga.

O amigo puxa logo conversa sobre eleição.

Ele não acredita que Tião Viana corra risco.

-É só manter o ritmo – ensina.

Para ele, Gladson está querendo dar o pulo do gato.

-Por quê? – pergunto.

-Você viu ele criticando o governo por estar no poder há quase duas décadas?

-Li e até escrevi sobre isso numa coluninha que tenho na interrnet – respondo.

-Pois é: eu digo isso porque já vi. O Gladson quando encontra o Tião e o Jorge só falta beijar os pés deles de tanto elogios.  Se  derrete todo…

-É mesmo?

-E achei um absurdo ele escrever aquilo de depósito de pessoas no Parque de Exposição. Eu fui lá no Parque. Nunca os alagados tiveram tanta atenção. Você acha que a Dilma ia elogiar senão tivesse visto aquilo lá? Eu conheço. O Gladson só chega perto das pessoas, dos pobres, quando está próximo de eleição.

-Foi muito infeliz em chamar o Parque de Exposição, que ainda abriga pessoas, de ‘depósito de seres humanos…’  Ele elogia também o prefeito Marcus Alexandre toda vez que o encontra e isso já está causando ciúmes em Wagner Sales.

O amigo da Miragina revela mais:

Diz que Gladson é contra e critica sempre que pode o programa Cidade do Povo, mas esquece que um parente seu, o Zico, que é filho do ex-governador Orleir Cameli, é um dos empresários importantes e sério e que ajuda a tocar aquele fantástico investimento de 1,3 bilhão.

-Por que o Gladson não pergunta ao Zico, que é um cara respeitado pelo trabalho que faz se as casas da Cidade do Povo são importantes ou não?

Lembro ao amigo que os recursos aplicados na Cidade do Povo é uma BR-364. Quase o mesmo montante de recursos. E que, não fossem as obras dessa nova cidade, a economia local não estaria tão aquecida (hoje faltam pedreiros, carpinteiros, encanadores etc..).

-E o cara só porque que ser senador de qualquer jeito vem com um papo desses.

A conversa demorou mais uns 10 minutos…E fomos embora.

Eu encerro dizendo o seguinte.

Entre Gladson e a Perpétua quem você acha que o povo vai dar essa responsabilidade no Senado?

Quem tem história de luta no Acre?

O doutor Gladson ou a Flor?


Casas na zona rural

Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

São casas destinadas à zona rural ao custo de 30,5 mil.

Carência de 2 anos e o valor a ser pago pelo beneficiário à Caixa Econômica é de apenas 1,2 mil dividido em quatro parcelas.

Entre os rios Liberdade e Acurawa, no Juruá, no chamado Complexo Florestal do Gregório, 80 unidades já foram concluídas ao custo de 2,44 mi.

Outras 130 estão sendo autorizadas pelo Governo, via Sedens, e vão custar 3,965 mi.

Fora essas, estão sendo licitadas, informa o secretário Edvaldo Magalhães, outras 250 casas (7,625 mi).

-Estão sendo investidos na melhoria de vida na zona rural 14 milhões do PNHR. Serão mais de 400 famílias contempladas no Complexo do Gregório.

O PNHR é um programa do governo Dilma, administrado pela Caixa Econômica Federal em parceria com o governo do Acre.


 Interoceânica

E pensar que alguns empresários acreanos sobreolhavam quando se falava na possiblidade de comércio com o Peru.

Agradeçam ao Lula essa estrada existir.


Balsa à vista

Na primeira pesquisa feita pelo IBOPE em 2014, a presidenta Dilma obtém até 43% das intenções de voto; Aécio e Campos registram 15% e 7%.

Em um eventual segundo turno, Dilma também seria vitoriosa.

Contra Aécio, sua vantagem seria de 27 pontos porcentuais (47% a 20%). Em uma disputa direta com Campos, a distância chegaria a 31 pontos (47% a 16%).

Traduzindo: Manacapuru!


Aliviando

gov e tinel

Nesta sexta, a Secretaria de Fazenda deve divulgar novos  prazos de recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Os empresários pediram  e o governo está estendendo, até junho, o prazo para o começo do parcelamento do ICMS de novas compras .

A contrapartida, espera-se, deve ser o bom senso e a manutenção dos preços ao consumidor.

[foto: sérgio vale]


Racionamento

Num importante supermercado ontem estavam retirando das gôndolas e prateleiras os estoques de leite.

Inclusive em nota interna, foi informado aos funcionários que estavam suspensas as vendas em fardos.

A justificava: evitar que haja uma corrida às compras.

A quinta-feira encerrou com a suspensão do tráfego na BR-364 entre Rondônia e o Acre.


Avião dos Correios

A aeronave que faz o transporte das correspondências para o Acre também vai ajudar no transporte de produtos perecíveis.

É hora de todo mundo por a mão na massa!

Falta só a oposição começar a se mexer.


Do ministro do STF

Todo poder à mulher, esperança de um Brasil mais equilibrado.

A frase é do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Marco Aurélio de Mello, durante sessão solene do Congresso na quarta-feira, 19, para o lançamento da campanha “Mulher na Política”, promovida pelo TSE.

perpetua e o min marco aurelio stf


Vídeo

Senador Jorge Viana faz apelo por ajuda

Discurso feito na tribuna do Senado, ontem, quinta.

Por hoje, FIM 21/03/14