Deu certo chegar cedo em Brasília na segunda-feira

gov mercadante

Deus ajuda quem cedo madruga.

Não é isso que diz o velho ditado?

O governador Tião Viana praticamente não dormiu de domingo para segunda.

Porque ninguém dorme mesmo quando tem que tomar um voo pela madrugada entre as cidades de Rio Branco e Brasília.

São 180 minutos (duas partidas de futebol) de voo e um fuso de duas horas que viram de ponta-cabeça qualquer organismo.

Muito bem.

Valeu à pena Tião Viana ganhar algumas olheiras nos arredores dos olhos.

O Governo Federal está garantindo a liberação de 2 bilhões para o Acre, via Caixa Econômica Federal.

Todas as empresas (pequenas, médias e as maiores, porque no Acre não existem ainda empresas grandes) terão direito.

Como li em matéria do meu amigo Romerito Aquino, da capital federal, não é dinheiro novo.

E reforçado pela chefe de gabinete do Governo do Acre, Márcia Regina.

-Não pedimos recursos novos, mas tão somente a liberação dos recursos dos projetos em execução e já conveniados com o governo federal.

Resumindo:

O Governo Federal não deixará o Acre não mão.

Porque sabe do que o Estado passou, está passando e ainda vai passar.

Sair maior é o desafio do Acre.

Vai sair.


Os efeitos do isolamento durarão mais do que se imagina
isolamento acre

Para quem fica brincando com a situação do Acre depois da enchente do Madeira que isolou o Estado vale uma reflexão.

Algumas empresas tiveram que demitir empregados porque simplesmente  pararam de produzir e pararam de vender.

Alguns dados:

Uma empresa de vigilância na capital demitiu, de uma só tacada – 20 servidores.

As pequenas empresas são as que mais empregam e as que mais demitem também.

Uma padaria conhecida da cidade demitiu num só dia cinco funcionários.

Os supermercados, para se ter um exemplo mais abrangente, não estão contratando atualmente.

Em Sena Madureira, uma das maiores empresas/fazendas que vende bois para a JBS simplesmente está há dois meses sem abater uma única cabeça.

Porque o cliente não tem como levá-la para outros estados.

A previsão é de recomeçar os abates esta semana.

Os estragos não são somente na rodovia, na 364.

Os prejuízos são da economia como um todo.

As mais otimistas previsões apontam que o Estado do Acre levará um ano ou mais para se recuperar dessa tragédia que assolou a todos.

O isolamento desarrumou tudo.

Foi como se o Acre fosse um conjunto de bolinhas de um  bingo e o animador as pusesse no globo e balançasse.

Ficou tudo fora de ordem ou fora da ordem que se conhecia ou se sabia.

Mesmo assim não dá para chamar de caos.

Porque caos seria se as coisas tivessem saído do controle.

E não saíram.

A ousadia do Governo do Acre e Defesa Civil foi fundamental para que o pior não viesse..

Os empresários, mesmo os menos ágeis, se saíram e estão se saindo bem.

O Fator Peru contribuiu para isso.

É uma porta que foi aberta e jamais poderá ser fechada novamente, como bem disse o governador.

Descobriu-se outro caminho.

O caminho da integração econômica com um vizinho que estava virado de costas – e o Acre também – há mais de século.

Acre e Peru sempre foram colados um ao outro, mas nunca tinham se olhado.

Agora foi preciso uma aproximação.

Meio no improviso.

Uma paquera.

Um namoro foi iniciado.

Quem sabe um relacionamento mais sério se inicie.

É o que se aposta para daqui por diante.

Mas não duvidem:

A economia do Acre vai precisar de mais tempo para voltar ao normal.

Talvez saia dessa crise mais forte e mais consciente das suas possibilidades.

Todos torcem por isso.

Claro, menos a Oposição.


Tranquilidade
gás balsa

Mas gás disponível para o consumo no Acre.

Última carga que está sendo desembarcada em Rio Branco é de 450 toneladas.

Ou 30 mil botijas.

Registre-se:

Gás nunca foi problema nessa crise do isolamento do Estado.


Salário Mínimo

Governo está propondo R$ 779,79 ou 334 dólares.

Quando o PSDB de FHC, que apoia Aécio Neves, que apoia MBittar deixou o governo, o Salário Mínimo não era 100 dólares.

Lembram?

A partir de 1º de janeiro de 2014 será de quase 350 dólares.

Ainda é pouco, claro.

Mas se comparar com o mínimo dos tucanos da década de 90…

Reajuste proposto é de 7,71%


Na Reserva Chico Mendes
reserva chico mendes

Perpétua continua trabalhando e conversando com os moradores da zona rural do Acre.

Foi a seringais na Reserva Chico Mendes.

Os moradores pediram e receberam 19 mil mudas de castanheira, que foi entregue pela Sedens.

Os moradores também pediram que Perpétua ajude a levar energia para as comunidades Boa Esperança e Filipina.

São quase 2 mil famílias que moram por lá.


CPI eleitoral
Bittar_024

Todos estão vendo a combinação da grande mídia (o PIG) para detonar a Petrobras e fazer o povo acreditar que é preciso realizar a CPI.

E assim desgastar o governo Dilma e o PT.

O virtual candidato ao governo no Acre, que é secretário na Câmara, MBIttar, repete o discurso dos seus amigos tucanos, que queriam vender a maior empresa do Brasil nos idos de 90, mas antes mudariam o seu nome para Petrobrax.

Os tucanos querem que o Brasil volte à década de 90.

Quando a Petrobras valia menos de 10 bi (Governo FHC) e hoje vale mais de 100 bilhões de dólares.

Deus nos livre!

Tudo não passa de uma campanha (a CPI) com vistas à eleição presidencial.

Você tem dúvida?

Veja esse vídeo aqui embaixo.

Curtinho! Menos de 30 segundos.

Você vai reconhecer o PHA.


Por hoje, FIM