Feira em Sena: por quê tem que haver dia destinado a igrejas?

Este blog faz críticas todo mês praticamente à prefeitura de Sena Madureira e os melhores leitores sabem disso como ninguém.

Porém concorda plenamente com o prefeito Mazinho de acabar com essa coisa sem sentido de que a Feira em Sena tem que dedicar um dia para festa religiosa.

Onde tá escrito que a prefeitura é obrigada a fazer isso?

Não precisa.

Aqui só para nós: é o dia da Feira mais chato…com músicas chatas, fúnebres até, e que não empolgam ninguém.

Os próprios prefeitos, políticos em geral acham isso, mas não podem falar para não perder votos…não é o meu caso.

E se fizer para um segmento religioso (no caso, os evangélicos) tem que fazer para os católicos, umbandistas, agnósticos, espíritas e ateus também, claro.

Por quê, não?

Então, nesse caso, a prefeitura de Sena Madureira está correta.

O que este blog tem questionado é o período da Feira, o mesmo que acontecerá a ExpoJuruá.

Isso, sim, é preocupante, haja vista que a estrutura dos eventos anteriores foram todas transportadas de Cruzeiro cedidas pelo governo do estado.

E agora, a prefeitura vai bancar tudo?

Quanto à religião cada um pratique a sua (para quem tem) mas bem distante do evento da Feira.

J R Braña B.