Deputados Zen e Gerlen: não é só Sena que é um ‘buraco’

Deputados Zen (PT) e Gerlen (PP)

O deputado Zen (PT) refutou críticas políticas (e até faz ameaças) do colega Gerlen Diniz (PP), nesta quarta, segundo está escrito no ac, assim:

As críticas de Gerlen, de quem discordo 1000% na política –  à chapa da Frente Popular (Marcus-Emylson) são completamente equivocadas, porém legítimas.

Gerlen é oposição e pode falar o que bem entender.

Na minha opinião Gerlen Diniz faz um mandato pífio sem consequência produtiva para o Acre ou mesmo para o seu município Sena Madureira.

Gerlen poderia canalizar sua energia para ações mais propositivas, de diálogo com as forças políticas, inclusive do governo, mas prefere um comportamento atroz.

O que me faz publicar este post são as frases infelizes, desrespeitosa de Zen em direção às origens de Gerlen: ‘Rapaz, volta para o buraco de onde tu veio (sic)’. E ‘Vá dar lição na sua câmara de vereadores (sic)’.

A humilde câmara de vereadores de Sena não é do deputado Gerlen…nunca foi.

O buraco que Gerlen veio, parece querer dizer o deputado Zen, é Sena Madureira, um município pobre, com 50 mil habitantes, onde metade das pessoas vive do Bolsa Família ou algum tipo de ajuda institucional do estado brasileiro.

Em Sena falta quase tudo: educação digna, saúde digna, empregos dignos, moradia digna, lazer, cultura, investimentos de um modo geral…há muito tempo!

Por conta dessa carência eu poderia concordar e dizer que o principado de Sena é, sim, um buraco, mas teria que nominar outros buracos aqui do nosso estado….esta capital onde vivemos, por exemplo.

Rio Branco pode também ser chamada de buraco…aqui a qualidade de vida é muito precária, paupérrima…e nem precisa sair do centro da cidade.

Sinceramente, acho que deputado Zen não quis ofender Sena Madureira…

Mas não será entendido assim quando lerem este post lá…e olha que até as formigas leem este blog no principado e aqui é um dos três mais acessados pelos que gostam e vivem a política.

Pedido de desculpas resolve….?

Não sei…cada um faz o que acha melhor.

J R Braña B.

—————

Antes publicamos…: