Mortes violenta em 2017 no Acre: Se os números do ac estiverem corretos…

Venha, Janeiro!

Violência: Do artista norte-americano Cleon Peterson

O site do Bob Vaz amanheceu dizendo que o ano fecha no Acre com 484 homicídios.

No ano passado foram 350 (um aumento, então, de 38,2%)

Se for correto esse número (a segurança não confirma…pelo menos por enquanto) é muito mais que preocupante….é uma tragédia! Um horror!

Esse número, 484, dá uma média de 40,3 homicídios/mês…quase uma morte e meia (1,34) ao dia.

Uma fonte da segurança, que pediu anonimato – disse ao blog esta semana, por mensagem no celular, que nos últimos quatros meses, excluindo novembro e dezembro, onde houve redução dos homicídios – a média verificada por ele (por ele, repito) foi de 45 casos/mês.

Vamos ficar nos 40…

Como no Acre vivem mais ou menos 800 mil pessoas a média/morte/homicídio por cada grupo de 100 mil pessoas é de 60,5 se os números do ac estiverem certos.

Em 2016, Sergipe registrou, segundo o Anuário Brasileiro da Segurança Pública, 64 casos para cada grupo de 100 mil.

No mesmo ano, o segundo maior foi o Rio de Janeiro, onde foram registrados 37,6 homicídios para cada 100 mil habitantes no estado.

Como vivemos numa fronteira sem fronteira…e o governo Temer não tá nem aí para o Norte do país…a tendência é piorar ainda mais.

Sim, piorar…e não adianta pôr a culpa apenas, e injustamente, no secretário de segurança.

(Ah…se o problema do tráfico resolvesse só com polícia e repressão os EUA não seriam os maiores consumidores de droga do planeta…a solução é complexa…e outra!)

J R Braña B.

Antes publicamos…: