Arte de muro: TJ derrota novamente os lordes do Ipê

Uma ação do condomínio Ipê na tentativa de derrubar liminar que garante as pinturas do muro da residência da família Magalhães (Perpétua e Edvaldo) foi derrotada por unanimidade por uma turma do Tribunal de Justiça (câmara cível) e garante que as obras com rostos de personalidades conhecidas seguirão intactas.

A decisão unânime foi dos desembargadores Junior Alberto, Roberto Barros e Regina Ferrari.

A arte segue vencendo os Sir do Ipê.

E no BraZil…: