Ufac poderia seguir UnB e criar disciplina ‘Golpe de 2016’

A Ufac poderia seguir a iniciativa ousada e pedagógica da Universidade de Brasília e inserir na grade de 2018 a disciplina sobre o Golpe 2016 parlamentar-judicial-midiático e o futuro da Democracia no Brasil , que retirou uma presidenta eleita e pôs una banda para tomar conta do poder.

Ainda dá tempo de incluir a matéria no curso de Ciências Sociais ou História, Minoru!

Ah, mas talvez o Minoru siga a blablá, que apoiou o golpe e antes já havia apoiado o Aécio no ‘juntos pelo BraZil…’

Brasília parece com Brasiléia…que nasceu primeiro com nome de Brasília e cedeu o nome para a capital do país.

A nossa Brasília vive dias de ameaça de golpe…a prefeita Fernanda, eleita pela maioria do povo – está enfrentando um pedido do MP para afastá-la.

A prefeitura reagiu ontem: MP arbitrário quer substituir o eleitor

Viu, Minoru?!!…pensa aí na ideia da UnB.

J R Braña B.

Acessa a rádio oestadoacre