57 milhões já foram liberados a produtores atingidos pela enchente

Até o fim deste ano, cerca de R$ 80 milhões serão liberados para produtores familiares dos nove municípios atingidos este ano pelas cheias dos rios no Acre. Isso equivale a 6.600 projetos de crédito elaborados pelos técnicos do governo do Estado, por meio da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof).

fotoprodutoresO governo do Acre, com apoio do governo federal e por meio do Banco da Amazônia, já viabilizou R$ 57 milhões em linha de crédito especial para produtores rurais de nove municípios prejudicados pela enchente deste ano, o que deve garantir estabilidade ao setor agrícola dos municípios de Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia, Manoel Urbano, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Xapuri. O acesso ao crédito, que varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, tem juros de 1% a 3,5% ao ano, com prazo para pagamento de até dez anos, com três anos de carência.

O Crédito Emergencial é destinado a agricultores do setor primário que foram afetados com a enchente deste ano. A linha de crédito vale para todos os agricultores familiares adimplentes que desejam realizar operações para investimento em infraestrutura e custeio.

Os recursos aprovados foram para todos os municípios com decretação de situação de emergência ou estado de calamidade pública. Já foram contratados 4.400 propostas e estão internalizados nas agências para análise ainda 2.200 projetos, que devem contratar mais R$ 23 milhões, aproximadamente, até o dia 30 de dezembro.


Join the Conversation