Casa nova para Marcus Alexandre (a prefeitura está de volta ao centro)

Casa nova para Marcus Alexandre (a prefeitura está de volta ao centro)

Ao som da Furiosa, a banda da Polícia Militar, e da Corporação Musical da Escola Francisco Pedrosa, o prefeito Raimundo Angelim reinaugurou nesta sexta-feira, 23, o edifício  sede da Prefeitura de Rio Branco completamente reformado e modernizado. A obras, que custaram  R$5,490 mi.

prefeirbPor falta de condições da sede, Angelim passou praticamente todo o mandato trabalhando em prédio alugado no bairro do Bosque mas entrega a seu sucessor, Marcus Alexandre, um prédio confortável, moderno e funcional.

Originalmente em padrão eclético e hoje racionalista  com linhas retas e desenho clean  (sem  os elementos decorativos),  o prédio da Prefeitura de Rio Branco   teve sua construção iniciada no final dos anos de  1930 estrategicamente  ao lado do Quartel da Companhia Regional  para abrigar a Penitenciária  Ministro Vicente Rao. A cidade cresceu e ambos, quartel e penitenciária, foram completamente envolvidos por residências, repartições públicas e lojas, o que trouxe série de problemas para o entorno.

O edifício não havia sido planejado para receber as secretarias que vinham funcionando em seu espaço, situação que provocou uma série de adaptações e improvisações ao longo dos anos.  A reforma atua promoveu  uma nova setorização  dos ambientes e um novo   padrão de acabamento   interna e  externamente.

O projeto atual propõe algo como uma “limpeza” da fachada através da recuperação das antigas  varandas, remoção  dos aparelhos de ar condicionado e  substituição das antigas esquadrias   por novas  em vidro temperado. A  instalação de dois elevadores,  com capacidade para oito pessoas cada,  permite a acessibilidade aos portadores de necessidades especiais ao 1º e 2º pavimentos.

Quando o governador  Hugo Carneiro construiu o quartel da Força Policial do Território do Acre,  começou a levantar também, próximo dali,   a nova cadeia pública.  A obra da penitenciária  só foi concluída   anos depois pelo governador Epaminondas Martins.

No final da década de 40, a penitenciária foi desativada e o prédio,  remodelado.   No dia 7 de setembro de 1950 era inaugurado o Hotel Chuí, que em pouco tempo se tornou uma referência para as pessoas  que viajavam ao Acre a trabalho ou passeio.  Uma nova reforma  realizada nos anos de 1980  para transformar o prédio na  sede da Prefeitura Municipal de Rio Branco,  descaracterizou  ainda mais o projeto original.  Por outro lado, essa nova mudança melhorou a relação que a sociedade  mantinha com o prédio uma vez que ele passou a ser público e estar a serviço da população.

“Este momento é de muita alegria, de um prefeito que honrou cada dia de seu mandato e entrega uma prefeitura  que tem pilares firmes, valores éticos e estudo da gestão pública pelo bem da população”, disse o governador Tião Viana.

Tudo novo e funcional para todos

Representantes e familiares dos ex-prefeitos Mauri Sergio, Jorge Kalume e Adalberto Aragão estiveram presentes e ouviram da presidente da Fundação Garibaldi Brasil, Eurilinda Figueiredo, um resgaste histórico do prédio –uma crônica da simbologia e da relação, ao longo do tempo, com a cidade.

A   reforma promoveu também a  substituição da cobertura existente por uma termoacústica,   nova proposta luminotécnica, projeto este que define por ambiente o tipo de iluminação, sistema de som  por ambiente para anunciação dos cidadãos que se dirigem a cada secretaria, como também comunicação entre as mesmas, urbanização da área de jardim e estacionamento.

O prédio conta  também com  grupo gerador eletricidade,  o que proporciona  reserva de força nos elevadores e acessos do prédio em caso de interrupção no fornecimento de energia elétrica.

Além da Secretaria de Finanças, todos os órgãos que atendiam no Bosque estarão na sede da Prefeitura: Gabinete do Prefeito, Gabinete do Vice-Prefeito, Secretaria de Planejamento, Secretaria de Assuntos Institucionais, Secretaria de Governo, Controladoria Geral,  Departamento das Regionais, Comissão Municipal de Defesa Civil, Assistência Militar e Assessoria de Comunicação.

Painel de Sansão Pereira dá as boas-vindas ao público

Um painel do artista plástico acreano  Sansão Pereira foi  instalado no hall de entrada para que   visitantes e usuários  possam conhecer  o velho  Hotel Chuí.  O  quadro  “Hotel Chuí”, além de ser moldurada a ouro é um  óleo sobre tela em juta amazônica,  mede 3,00m x 1,50m e  recebeu  duas cargas  de verniz para evitar oxidação e desgaste.  O  Hotel Chuí hospedou grandes personalidades da história acreana, como Garibaldi Brasil.

Tido como um dos maiores impressionistas do Brasil, Sansão Pereira nasceu no Seringal Capatará, no  Acre,  há 93 anos. Vive atualmente no Rio de Janeiro.  Após afastar-se da profissão de engenheiro eletricista, Sansão Pereira logo se destacou no cenário nacional e internacional das artes plásticas, realizando exposições pelo mundo todo.

As autoridades presentes à inauguração posaram para uma foto em frente ao painel.


Join the Conversation