A Francisca, o Sebastião, o Manoel e o Oliveira estão em Lima, na Cop20

Dos estados do Brasil o único que levou trabalhadores da floresta para a Conferência do Clima, que se realiza em Lima, Peru, foi o Estado do Acre.

Em Lima, entre os dias 2 e 12 – estarão no país vizinho autoridades e representantes de instituições do planeta debatendo os caminhos que o mundo deverá seguir para evitar um colapso no meio ambiente.

O Governo do Estado, por meio da Sedens, possibilitou a quatro representantes das comunidades que vivem da conservação da floresta viagem à capital peruana para que falassem das experiências bem sucedidas na redução de emissão de carbono com apoio do programa SISA/REM-KFW.

São eles:

A Francisca, o Sebastião, o Manoel e o Oliveira.

Extrativistas e representantes de comunidades e associações de homens e mulheres do Acre que trabalham para preservar o meio ambiente e tiram seu sustento dessas ações.

Eles encontraram pessoas do mundo inteiro que estão preocupadas com o futuro do planeta.

Vídeo com o Sebastião, Associação de Moradores de Reserva Extrativista


Na terça, o Acre participou de evento da ONU e mostrou os programas que realiza com apoio decisivo do KFW.

sedens cop 20 peru
Edvaldo Magalhães, secretário de Indústria, Comércio e Serviços Florestais, explica:

-O nosso governo trouxe para Lima, para a realização da Cop20 representantes de comunidades extrativistas que estão sendo beneficiados diretamente com os convênios assinados entre o Governo do Acre e e KFW. Mostramos aqui que o nosso estado faz chegar a esses trabalhadores que moram e preservam a floresta o benefício  diretamente na mão dele. Assim fortalecemos as cadeias produtivas existentes no Acre, como a castanha,  látex, mandioca e assim reduzimos a pressão sobre a floresta acreana.

 

(Com apoio de jaque teles)