Pré-sal: Brasil construirá submarinos nucleares para defesa (40 mil empregos)

Esta notícia você não vai ver no JN nem nos jornais do PIG – J R Braña B.



Autor: Alisson Matos
, editor do Conversa Afiada


Presidenta Dilma ressaltou impotância do projeto em inauguração de prédio do Estaleiro de Construção de Submarinos, em Itaguaí (RJ)

A Presidenta Dilma Rousseff inaugurou, na sexta-feira (12), o prédio principal do Estaleiro de Construção de Submarinos no Estaleiro e Base Naval da Marinha, em Itaguaí (RJ), que  será utilizado para a construção de cinco submarinos nucleares brasileiros. O projeto prevê investimentos de R$ 28 bilhões.

No evento, a Presidenta ressaltou  que o complexo naval levará o Brasil a ser um dos cinco países que fazem parte do Conselho de Segurança da ONU a contar com a tecnologia de construção de submarinos com propulsão nuclear.

“Em um futuro cada vez mais próximo, a força naval brasileira poderá escrever mais um feito na sua história: ter contribuído decisivamente para que a nossa nação, para que o nosso País integre o seleto grupo de cinco países integrantes do Conselho de Segurança das Nações Unidas que dominam a tecnologia de construção de submarinos com propulsão nuclear”, declarou.

No discurso, Dilma comentou a importância do projeto para uma defesa bem equipada para defender a soberania do país e  o pré-sal.

“Temos um patrimônio muito valioso a proteger e parte dele está em nossas águas juridicionais. A imensidão da Amazônia Azul guarda recursos decisivos para o desenvolvimento de nosso país como, por exemplo, as riquezas do pré-sal. É imprescindível, por isso, contar com uma Marinha moderna, bem equipada e com efetivos bem preparados para exercer seu papel constitucional de garantir a soberania de nosso país”, lembrou Dilma.

Para Dilma, o projeto, que foi  assinado em 2009, pelo Presidente  Lula e Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França,   contribui para os investimentos na indústria naval.

“Há um segundo objetivo estratégico para os investimentos que estamos realizando aqui: fazer da nossa indústria da defesa um vetor de inovação, de incorporação tecnológica e de expansão da indústria do nosso país.

(…)

A exigência que colocamos de nacionalização crescente do processo produtivo fortalece nossas plantas industriais e eleva o seu patamar tecnológico. A partir de uma demanda concreta de fortalecimento da capacidade de nossa Marinha, estamos produzindo mais tecnologia, mais inovação, mais desenvolvimento industrial e, sobretudo, mais empregos no Brasil”, acrescentou a Presidente em Itaguaí.

base naval 1 15998202741_be71615f42_z
Estaleiro para construção de submarinos

Estaleiro – Geração de 40 mil empregos

O prédio inaugurado pela presidenta Dilma Rousseff na manhã desta sexta-feira (12) faz parte de um complexo que terá investimento de R$ 23 bilhões pelo Prosub em 15 anos. Até lá, estão previstos 9.000 empregos diretos e 32.000 indiretos, com a participação de 600 empresas nacionais, promovendo a geração de emprego na região de Itaguaí. Na construção e projeto dos submarinos convencionais e com propulsão nuclear, serão cerca de 5.600 empregos diretos e 14.000 indiretos.
Estaleiro_submarinos_Itaguai1
O estaleiro tem 22mil m²
estaleiro b 15377919784_8c50520b34_z
Estaleiro de construção de submarino
dilma1
Dilma: O Brasil é um país pacífico e assim continuará. Isso, no entanto, não significa descuidar de nossa defesa