247: Com medo de Lula em 2018, revista do PIG mostra seu objetivo sinistro

Na última pesquisa Data Folha o ex-presidente Lula aparece como o mais admirado pela população do Brasil, como 56%.

Isso dói no PIG, corrói por dentro.

J R Braña B.

 

Extraído do 247

Numa edição vazia, que a própria capa sugere que seja lida depois do Carnaval, a revista Veja denuncia suas intenções políticas até nas legendas das fotos; “está chegando a hora”, diz o texto que ancora a imagem de um Lula supostamente preocupado com o avanço das investigações da Operação Lava Jato; empreiteiros presos em Curitiba pelo juiz Sergio Moro estão sendo seduzidos com a possibilidade de delatar Lula, em troca da liberdade; o que está em jogo, desde já, é a sucessão presidencial de 2018.

247 – Um veículo de comunicação que lança uma nova edição, mas pede que seja lida depois do Carnaval, já sinaliza aos leitores que lida mais com política do que com notícia. É o que faz Veja desta semana, com a capa “Para abrir só depois do Carnaval”.

Veja faz política. Ponto. E sinaliza suas más intenções até nas legendas das fotos.

Nesta semana, na coluna Radar, a mensagem “está chegando a hora”, sugere que algo ruim pode estar prestes a acontecer com o ex-presidente Lula. Segundo a legenda, Lula estaria preocupado com os desdobramentos da Operação Lava Jato.

O sonho dourado da Editora Abril é justamente este: criminalizar o PT e inviabilizar a candidatura de Lula à presidência da República, em 2018.

Na semana passada, uma pesquisa Datafolha o apontou com o presidente mais admirado pelos brasileiros: o melhor da história, segundo 56% dos entrevistados.

A tese de que as doações legais de campanha ao PT eram propina tem uma desfecho político óbvio. Na nova CPI da Petrobras, que será instalada logo após o Carnaval, parlamentares oposicionistas tentarão comparar o PT a uma lavanderia de recursos.

O objetivo é cassar o registro do partido e impedir a candidatura de Lula em 2018.

Antes disso, talvez seja tentado um gesto mais espetacular. Os empreiteiros presos em Curitiba estão sendo assediados com uma proposta indecorosa: a liberdade, em troca de uma delação premiada que incrimine Lula.

Os próximos capítulos dessa novela prometem ser quentes.

 

veja