Economia: Acre reduz preconceito contra o potente estado de Rondônia

O preconceito contra Rondônia já foi muito grande no Acre.

Foi numa época do ecologismo radical, do tipo que atende os interesses internacionais em detrimento do interesse do Brasil.

Um tipo de ecologismo que até o Papa Francisco questiona na nova encíclica Laudato Si, onde ele denuncia o consumismo (especialmente nos países que destruíram tudo, mas que cobram dos outros países o respeito ao meio ambiente) e  fala em ecologia humana.

Por isso, nem tudo que se faz no vizinho estado de Rondônia é ruim em matéria de economia e desenvolvimento.

O governo do Acre entendeu isso.

E por que não aproveitar as coisas boas que ergueram a economia de Rondônia?

Por que não?

J R Braña B. –

 

AgGov
Ana Paula Pojo

AC e RO firmam parceria para aquisição de 20 mil toneladas de calcário

calcário

O governador Tião Viana se reuniu na Casa Civil, nesta segunda-feira, 27, com o assessor especial do governo de Rondônia, Adilson Pereira, e o presidente da Companhia de Mineração de Rondônia, Gilmar de Freitas. Na ocasião, os governos firmaram uma parceria para a aquisição de 20 mil toneladas de calcário para o Acre, via mineradora, para atender, inicialmente, os pequenos e médios produtores rurais.  Uma visão empreendedora do governo que vai movimentar o agronegócio do Acre.

Vencido os procedimentos exigidos para a aquisição, a expectativa do governo é de que, no máximo em 30 dias, o calcário comece a ser escoado para o estado.

Para Tião Viana a ação representa a mudança na história da produção rural do Acre. “Essa parceria é de libertação, traduz a mudança definitiva na agenda rural do Acre. Nossa gratidão ao governo de Rondônia”, agradeceu o governador.

(…)

“A parceria entre os governos garantirá um produto mais acessível para que o produtor rural possa elevar a verticalização da pecuária e a agricultura de baixo carbono. Significa mais tecnologias e insumos de qualidade para o homem do campo”, detalhou o gestor.

Fortalecimento da economia e do agronegócio

O assessor Especial, Adilson Pereira, disse que a experiência em Rondônia rendeu um salto na economia, além de movimentar o agronegócio e conferir outro cenário para o setor rural, que tornou-se mais fortalecido.

“Acreditamos que na medida em que nos fortalecemos quem ganha com isso é toda a região amazônica. Com isso, estamos estreitando os laços com o governo do Acre e firmando essa parceria para que o estado faça essa aquisição de calcário”, pontuou o assessor.

 

(…)

A Companhia de Mineração de Rondônia

O presidente da Companhia de Mineração de Rondônia explicou que a mineradora é uma sociedade de economia mista onde o governo do Estado de Rondônia é o sócio majoritário. O carro chefe da empresa é o calcário que favorece a expansão, sobretudo do setor produtivo, pois garante valor agregado ao produto, baixo custo e consegue trabalhar a questão ecológica com sustentabilidade, uma vez que não degrada a natureza.