O pulo do gato da Peixes da Amazônia põe o pescado do Acre na vitrine (v)

 

O grupo Pão de Açúcar virou freguês – J R Braña B.

 

AgGov

peixe

Em oito meses, Peixes da Amazônia quadruplica processamento de pescado

(…)

Um dos últimos grandes negócios fechados pela Peixes da Amazônia foi com o grupo Pão de Açúcar. Membros do grupo estiveram no Acre e conheceram todo o projeto de piscicultura do estado, desde o complexo, às fazendas de engorda. Foi o suficiente para se criar uma confiança e o Pão de Açúcar colocar a Peixes da Amazônia em seu portfólio de clientes.

As entregas começaram e o peixe acreano passou a ser tão admirado, que da primeira para a segunda remessa de pescado houve um aumento de 30% no volume. E da segunda remessa para terceira o aumento foi de 50%, totalizando nove toneladas por semana para o grupo Pão de Açúcar.

A Peixes da Amazônia também tem fornecido para os mercados de Fortaleza, São Paulo e Brasília, além do mercado interno acreano. Se há alguns meses apenas uma rede de supermercados vendia cortes do complexo de piscicultura em Rio Branco, hoje são três, além de quatro redes de restaurantes e cozinhas industriais.

“Nós temos garantia de entrega, volume e qualidade ao nível que os grandes mercados precisam. As entregas têm aumentado e estamos nos estruturando para manter todas as demandas que aparecem. São novos parceiros, mais alevinos, mais ração e mais capacitação de pessoal”, explica Jair.

(…)