Menu do Rocha no Uruguai: restaurante caro e ruim (dedo sempre acusador)

 

J R Braña B. 

 
O deputado federal Major Rocha, do PSDB, gosta de ser a palmatória do mundo… no Acre.

Na Câmara integra a ‘bancada da bala’, tão reaça quanto a ‘bancada da bíblia’ e a ‘bancada do boi.’

Para ele, os adversários políticos (o PT, especialmente) são todos corruptos e não valem nada.

Não têm nada de positivo nem fizeram nada de bom pelo Acre ou pelo país.

Um parlamentar que não reconhece nada nos oponentes, cinzento pode ser o seu futuro político.

Seu discurso é o discurso fácil, alienante e despolitizado do ‘combate à corrupção’, como se o PSDB, seu partido, fosse exemplo de ética na política brasileira.

Taí o seu ex-presidente FHC envolvido em mais um escândalo, dessa vez com uma ex-amante e a remessa de recursos ilegais para o exterior (além de acusação de DNA falso e privação de liberdade)

Bem…

Hoje, na edição do Página 20, na coluna política, tem lá esta nota abaixo retirada, ‘printada’ do sítio da Câmara dos Deputados (que deve ser para ressarcimento) dando conta de uma despesa de 5.030 pesos uruguaios feita pelo deputado tucano.

nota 1 nota 2

São mais ou menos R$ 718 por um jantar/almoço (no Uruguai cada real vale hoje 7 pesos)…Ou 60 marmitas de filé no Cinquentinha, restaurante antigo no Aviário – que frequento quase toda semana.

A nota publicada pelo Página 20 diz respeito a uma refeição no restaurante ‘O velho e o mar’ (localizado em uma das ramblas de Montevidéu, à rua Mahatma Gandhi).

O deputado, segundo o jornal, quer receber da Câmara o que pagou no restaurante super caro, pois ele, pelo jeito, viajou em missão do parlamento.

Para se ter uma ideia, a conta detalha até o pagamento pelo uso dos ‘cubiertos’ (talheres), que custaram 180 pesos.

Os outros pedidos foram pratos de mariscos, camarão à romana, torta de maçã e vinho, que foi o mais caro, 560.

Só faltaram para completar o Menu do Rocha, os alfajores, que os uruguaios são mestres em fazer.

Pedir ressarcimento de pagamento de bebida à Câmara (ou seja, a nós, os otários que pagamos os deputados e todas as autoridades de todas as instituições) parece e é um acinte.

Um escárnio.

Isso não é novidade, porém, entre parlamentares, autoridades outras daqui e do Brasil.

Rocha, deputado tucano, está fazendo a mesma coisa dos outros.

A novidade é que o deputado Rocha não sabe, mesmo com a grana que tem à disposição, a sua e a da Câmara – escolher um bom restaurante.

‘O velho e o mar’ é um restaurante muito mal avaliado pelos uruguaios e turistas que o frequentam.

Elogiam a localização, claro, e metem o pau na comida e no atendimento:

Leia abaixo os comentários de dois clientes que foram a ‘O velho e o mar’ dias atrás.

menu do rocha8

 

O certo é que o deputado palmatória do mundo…no Acre… se igualou aos que critica.

E, o pior: sem requinte.


 

Imagens do restaurante ‘O velho e o mar’, em Montevidéu (da fachada ao cardápio):

menu do rocha4 menu do rocha5 menu do rocha6 menu do rocha fachada rest