Um pedido ao governador Tião Viana

Pe. Paolino (1926-2016 +)

 

J R Braña B.

 

Sobre a ida de Paolino nem sei o que dizer ainda.

Tristeza parecida só quando perdi meu pai e antes, em 1996, minha filha de dois dias.

Meu pedido ao governador Tião Viana, amigo sincero de Paolino, é o seguinte:

Que a chegada do esquife de Padre Paolino em Sena esteja sob a responsabilidade dos Bombeiros, num de seus carros mais bonitos acompanhado por batedores em motos.

Com cinco ou seis Bombeiros em cima do veículo com o ataúde. 

Que o carro dos Bombeiros faça um desfile de despedida antes de começar o velório na igreja, pela avenida principal de Sena. 

Com a sirene ligada!

O povo  merece se despedir de Paolino da porta de suas casas.

Batendo palmas!

Oferecendo  uma flor!

Tremulando um lenço branco!

Esse é o meu pedido ao governador Tião Viana.

paolino e gov
Varanda da casa de Paolino: muitas conversas

Toca o sino e avisa: morre o padre mais importante e amado da história do Acre (v)