Eleição no Principado: o ovo da serpente

ovo da serpente

A pouca perícia da Frente Popular com a política de Sena Madureira nos últimos tempos germinou o ovo da serpente.

Que pôs a cabeça (e língua) de fora e começou a sentir e manipular as mentes e os corações incautos do município.

Ovo… que surge das entranhas da insatisfação com as coisas.

E, como se sabe, as cobras põem a língua para fora não porque gostam, mas porque precisam.

Ainda há tempo de interromper esse círculo vicioso.

E cabe às cabeças arejadas, sãs e comprometidas com a cidade assumirem o comando nos próximos 26 dias.

De defesa de Sena Madureira.

E do seu futuro.

Afastando assim o perigo de que o terror político municipal tenha chance de se instalar.

 

PS: as últimas notícias do principado obtidas por trabalho deste blog (e o SENA XXI) são de alento e virada.

 

J R Braña B.