Virada do ano no Lixão de Sena foi assim! (Urubu, ave sagrada!)

Ambiente.

Já disse algumas vezes aqui no blog e no SENA XXI (jornal de Sena impresso) que os urubus do principado deveriam receber comendas e ser considerados animais sagrados no município…como as vacas na Índia.

Sem os urubus a sujeira na cidade seria muito maior…insuportável!

E também aprovar uma lei na câmara: quem maltratar um urubu será condenado à prisão perpétua.

Olhar de cara feia para um urubu em Sena, prisão de um mês em regime fechado.

Sim, os urubus trabalham de graça em Sena, não recebem salários, hora-extra, auxílio-doença, auxílio-moradia, bolsa-família, nada.

Nem férias, têm.

E não reclamam nem fazem greves.

Viva os urubus do principado de Sena!

O município entra mais um ano sem um aterro sanitário (licença de instalação já existe há um ano) digno.

 

J R Braña B.