Carnaval 2017: Iaco cheio…o rio da minha infância…

 

O Iaco vem de longe…

Do Peru.

Do gelo interminável (e seus pingos) dos cumes das Cordilheiras dos Andes.

Deu vida ao principado.

Isso…sem o Iaco não existiria Sena Madureira.

Na cidade não se tem respeito nem cuidado pelo rio, infelizmente.

Seus barrancos são depósitos de lixo plástico de toda espécie.

Uma coisa horrível.

Um crime mais que ambiental.

Em pleno Carnaval o Iaco faz sua folia particular…enche e desfila seus blocos de troncos de árvores pelo leito…ritmando pacientemente.

Renovando a vida no principado e por onde passa.

J R Braña B.