Mano, ex-prefeito, sobre bens indisponíveis: ‘não fiz nada para me beneficiar’ (ouça)

Mano Rufino, ex-prefeito de Sena Madureira

 

Bens no valor de 2,8 milhões do ex-prefeito de Sena Madureira, Mano Rufino, foram postos em indisponibilidade pela justiça devido ao não cumprimento dos limites orçamentários previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal. A prefeitura, à época, segundo Mano, decidiu pela não demissão de pelo menos 200 prestadores de serviços (nas áreas de saúde, educação e limpeza).

-Tive que tomar uma decisão e tomei em favor da cidade para que não parassem os serviços essenciais de saúde, educação e da limpeza pública. Já estamos recorrendo e vamos mostrar à justiça que temos razão – disse Mano.

Ouça abaixo as explicações do prefeito ao blog, exclusivo:


Antes publicamos…