Oposição precisa do arbítrio, do tapetão, da polícia e da cloaca

Foi assim que os golpistas derrubaram Dilma, uma presidenta eleita e honesta.

Usaram do arbítrio, do tapetão, da polícia e da cloaca…

Aqui no Acre não é diferente…

Toda a oposição local sentiu o peso com o anúncio de Marcus Alexandre como o candidato da Frente Popular ao governo.

O PMDB foi o que mais sentiu…está tonto e brigando internamente com GladsonC e detonando o senador Petecão.

Porque sabe que vai ficar mais uma vez sem senador…e, quem sabe, ver reduzida pela metade, sua bancada federal de dois.

Por outro lado…

Por onde anda Marcus Alexandre é como um artista de novela querido ou um craque de futebol idolatrado…todo mundo quer tocar e falar com ele…e o melhor: ele ouve todo mundo, o que é muito raro em políticos do Acre.

Bem… aos poucos as pessoas vão entendendo o que se passa no Brasil e, claro, aqui no Acre também.

Marcus é do PT e o PT, conforme todas as pequisas do PiG ultimamente é o partido mais admirado pelo povo brasileiro….mesmo com toda a perseguição dos últimos anos da velha mídia.

O PSDB e o PMDB, que estão dando gargalhadas nesta noite com a condução coercitiva de Marcus Alexandre, são os partidos mais desacreditados no meio da população, segundo as mesmas pesquisas do PiG.

E aqui no Acre para derrotar Marcus Alexandre e a Frente Popular a oposição necessita do arbítrio, do tapetão, de uma delegacia de polícia e da cloaca. 

Nesse terreno a oposição vence em todas as frentes.

No voto, porém, serão outros quinhentos.

J R Braña B.


Antes publicamos…: