43% de corte: Bolsonaro afunda as Forças Armadas

corte forças armadas #

corte
Bolsonaro, presidente do Brasil, acredite

E ainda queria fazer guerra com o equipado Exército da Venezuela…

Em compensação, negativa, assina decreto liberando geral a compra de armas e munição para qualquer cidadão…

Uma nação sem Educação pública, sem Forças Armadas estruturadas e nacionalistas, sem salário digno, sem emprego…não pode ser considerada uma nação.

Mil cartuchos! Viva o  BraZil!

J R Braña B.

No globo, na Míriam:

O almoço de hoje dos comandantes militares em Brasília foi bem indigesto. Os generais foram comunicados de um corte de 43% no orçamento das Forças Armadas. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, disse que terá que ser buscada uma saída. Os comandantes saíram sem ter ideia de como pôr em prática um corte desta dimensão.

Comentário de um dos generais presentes: “Nem no governo do PT aconteceu um corte desse tamanho.”

O presidente Jair Bolsonaro e o general Augusto Heleno estavam presentes, e esse foi o assunto central do almoço.

(…)


dinheiro