RBFC-Bruno: Araújo recua e suspende patrocínio ao Rio Branco

araújonota

bruno
Rio Branco anuncia contratação do goleiro Bruno

Mais cedo nesta segunda, Adem Araújo, um dos sócios do Grupo Araújo (que controla a rede de supermercados Araújo no Acre) disse que Bruno merecia uma ‘segunda chance’.

Adem disse ainda que sua empresa contrata ‘muitos ex-presidiários’…o que é completamente diferente do caso de Bruno, que está sendo contratado para ser o nome do Rio Branco para as competições daqui para frente.

Os ex-presidiários que trabalham no Araújo não viram ídolos de massa…vivem suas vidas modestamente e lutam pela sobrevivência como milhões no país…Bruno não quer ser um trabalhador comum…pelo contrário: quer voltar a ter glória…ser endeusado…idolatrado….aparecer na tv…não! Isso não!

Numa rede social, no entanto, o supermercado Araújo divulgou nota em que afirma que está suspendendo o apoio ao Rio Branco por conta da contratação do goleiro Bruno, condenado pelo assassinato da mãe do seu filho.

A nota do Araújo:

nota araújo

Em tempo: Bruno não deu uma segunda chance a Elisa Samudio….junto com os comparsas, a esquartejou e entregou seu corpo aos cachorros.

Em tempo 2: Bruno tem direito a trabalhar para sobreviver, mas em atividade de jogador de futebol profissional, não! Ele não pode ser mais ídolo…ele cometeu o crime mais bárbaro que se pode cometer e contra uma mulher…Ele não é exemplo para ninguém.

Em tempo 3: Adem Araújo não está de todo errado, mas o goleiro Bruno não pode se dar ao luxo de escolher o que fazer na vida depois de tudo que fez…ser jogador de futebol profissional, na altura do campeonato, para Bruno, não é trabalho…é prêmio e impunidade!

J R Braña B.