Na capital: 16 milhões para começar a maternidade Marieta Cameli

maternidadenova

maternidade
Governador GladsonC e o ministro interino (definitivo) da saúde, general Pazuello

A liberação da primeira parcela para construção de uma nova maternidade em Rio Branco foi autorizada na manhã desta quarta-feira, 26, pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a pedido do governador Gladson Cameli.

(…)

Marieta Cameli será o nome da nova maternidade de Rio Branco, em homenagem à avó do governador Gladson Cameli, falecida recentemente. A estrutura terá um total de 13.000 m² de área construída e terá 100 leitos comuns, 10 unidades de UTI, 60 unidades de UTI neonatal, 9 leitos de observação obstétrica, 3 leitos de observação ginecológica, 7 leitos para emergências, 6 leitos na sala de indução aos partos, 10 leitos de enfermaria e pós-operatório, 5 consultórios ambulatoriais, 5 consultórios de imagenologia, centro cirúrgico com 5 salas de cirurgia, 8 salas de partos humanizados no centro obstétrico, refeitório, lavanderia industrial, centro de esterilização, central de medicamentos e uma Casa da Mulher.

(…)

O ministro garantiu a liberação inicial de R$ 16 milhões para a obra que custará um total de R$ 60 milhões.

(…)