Narciso Mendes pede animação do eleitor para evitar ‘eleger canalhas’

narcisotexto

oestadoacre reproduz texto enviado por Narciso Mendes sobre as eleições de domingo

narciso
Garifield sendo Garfield (Marli Gonçalves – WP)


Eleitor: anime-se

                                Deixe as decepções de lado e vamos votar, pois só assim evitaremos as eleições de alguns canalhas.

Narciso Mendes

narcisoPara tanto basta que no próximo domingo, e em todas as eleições que se sucederem, cumpramos o nosso dever cívico, qual seja, comparecer as urnas e votar no candidato que lhes pareça o mais adequado e nunca esquecendo que os candidatos que mais fazem promessas são exatamente àqueles que menos as cumprirão.

Em tempo: são exatamente os maus políticos que nos têm decepcionado, e não a política, até porque, quando a política é devidamente exercida, só nos traz satisfações, jamais decepções. Portanto, não votar só vem beneficiar os cafajestes que buscam chegar ao poder para dele tirar proveitos pessoais. Portanto, são estes os candidatos que precisam ser definitivamente afastados da nossa política.

Se você encontra-se decepcionado com a nossa atividade política, ou mais precisamente, com a presença dos maus políticos, em deixando de votar você estará protestando da forma menos recomendada, isto porque, em assim procedendo, somente eles, os maus políticos, se beneficiarão, e quem sabe até, se dão por satisfeitos.

Portanto, não deixe de votar, até porque, àqueles que dizem que todos os políticos são iguais não está falando a verdade, e sim, mentindo. Diria até, nós dispomos de bons políticos e são os principais alvos dos maus políticos e dos internautas de aluguel, estes sim, especialistas em difundir Fake News.

Em relação à disputa pela prefeitura de Rio Branco, por exemplo,  sete candidatos estão a disputá-la e se algumas coisa podemos afirmar  é o seguinte: em muitos aspectos, eles são diferentes. Portanto, outro não é o motivo que nos obriga a compará-los. Avaliá-los igualmente, como se todos fossem incompetentes ou desonestos é a pior entre todas as conclusões a que o eleitor pode chegar.

Não votar, em última análise, é se acumpliciar com o que abunda de ruim, ou até mesmo de podre, na nossa atividade política. Portanto, não contribua para piorá-la. Saí a minha insistência em recomendar a presença maciça dos nossos eleitores quando convocados a escolher os seus representantes, em todos os níveis e em todas as eleições.

Voltando as eleições para a escolha do prefeito de nossa capital. Rio Branco é, certamente, entre todas as capitais do nosso país, a mais desafiadora, afinal de contas, são tantos os nossos problemas a serem enfrentados e alguns deles de dificílimas soluções, que o prefeito que vier se eleger no próximo domingo jamais poderá contar com milagres e nem com magias para solucioná-los, sim e tão somente, com sua experiência política e sua capacidade gestora.