Prefeitura e Câmara: Em Sena o poder será dividido?

senapoder

Nos últimos quatro anos a câmara de vereadores não deu trabalho à prefeitura de Sena

sena

Mazinho Serafim conseguiu a reeleição com folga, mas, ao que tudo indica, não terá vida fácil com a nova leva de vereadores eleitos.

Sena Madureira renovou sua câmara em 54%.

Na corrida para fazer o próximo presidente, o prefeito já garantiu cinco votos (Alípio, Carlos Beliza, Ivoneide, Dos Anjos e Gilberto Diniz). 

Elvis, eleito pelo DEM que apoiou Mazinho – é um mistério.

Lançou seu nome para a presidência aqui neste oestadoacre ao vivo e começa embaralhar o xadrez da nova mesa diretora da câmara de vereadores.

Do outro lado do balcão, o deputado Gehlen Diniz, que perdeu a prefeitura, mas tem sob seu comando  político vários vereadores.

São eles:

Charme Diniz (parente…mas parentesco não vale para o outro Diniz eleito, o Gilberto, que está com Mazinho)

Jacamim, que chamam de ‘o apóstolo’ (ulha!) que defende Gehlen (seria o Jesus?)

Canário, do PTB/Charlene, que fecha contra o prefeito, óbvio.

Pantico, que dizem ser unha e carne com o deputado do PP.

Sidney, Gehlem sem pestanejar.

Denis, PSDB do Rocha, que poderá ser adversário de Mazinho em 2022 para a câmara dos deputados (Rocha se complicou para 2022)

José Costa, PTB de Charlene, o que complica uma composição com Mazinho.

E Elvis Dany, que segue uma incógnita, cujo pai Zé Maria (passa lá em casa Zé Maria!!!, diria o saudoso Chagas Felício) já anda com os próprios pés e quer fazer parte do jogo em 2022 com o filho, quem sabe, postulante a uma vaga à Assembleia Legislativa.

As pedras do dominó são essas…

Porém, o prefeito Mazinho, dizem, é craque no dominó e poderá fazer uma maioria (07) até o Natal para a disputa do dia 31 pela presidência da câmara.

O certo mesmo até agora é que o embate político no município será mais quente a partir de janeiro.

Com a oposição fortalecida na câmara da cidade.

E com boa parte dos atores de olho em 2022.

J R Braña B.