Saudosista da Ditadura: Nota de repúdio do dep Leo de Brito

notaleo

leo
Dep federal Leo de Brito, PT

Lamento e repudio a ameaça feita pelo sargento aposentado do Exército Brasileiro, Marcos Pires, em publicação de notícia sobre a manifestação em favor do impeachment do presidente Bolsonaro, veiculada por um site local nesta sexta-feira, 22, onde o mesmo disse: “vou praticar tiro ao alvo em movimento na cabeça de esquerdopatas”.

Notadamente o membro do Exército Brasileiro segue a linha radical de Jair Bolsonaro, que quando esteve no Acre em 2018, durante sua campanha eleitoral à presidência da República, ameaçou publicamente de metralhar os petistas do Acre.

Sobre a repugnante manifestação do militar, informo que serão adotadas todas as medidas jurídicas diante de tão grave ato. Vou protocolar representação junto ao Ministério Público do Estado do Acre para abertura de inquérito civil, e posterior propositura de ação penal pelo crime de ameaça. Também solicitar formalmente que o Comando do Exército no Acre investigue a postura do militar em questão, e encaminhar este material ao Ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Morais, que investiga os atos contra o estado democrático de direito.

Ao governo do Estado, faço um apelo para que adote providências junto às forças políticas, no sentido de garantir a integridade e segurança das pessoas que vão participar do protesto pacífico marcado para acontecer neste sábado em Rio Branco.

Esse tipo de comportamento odioso fere a Constituição Brasileira e representa grave ameaça ao estado democrático de direito e a liberdade de expressão. É inaceitável!

Leo de Brito
Deputado federal PT-AC

Em tempo: esse comportamento é decorrente, em parte, da impunidade de militares criminosos que comandaram por duas décadas a ditadura militar no Brasil…como nunca foram julgados e condenados por seus crimes hediondos, saudosistas de hoje se dão o direito de pregar atitudes que violam a Constituição…não vão intimidar as pessoas conscientes do Acre – oestadoacre