Dep Edvaldo: ‘Quanto temos de oxigênio nos nossos hospitais?’

oxigenio

GabParl

edvaldo
Dep Edvaldo Magalhães

Edvaldo Magalhães quer saber a respeito do estoque de oxigênio no Acre e leitos de UTI-Covid

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) apresentou um requerimento na, manhã desta terça-feira (16), à Comissão Especial de Acompanhamento às Ações de Combate à Covid-19.

No pedido, que deve ser encaminhado ao secretário de Saúde Alysson Bestene e ao diretor-presidente do Into, médico Osvaldo Leal, Edvaldo Magalhães quer saber a atual situação dos leitos de UTI e enfermarias disponíveis na rede pública e privada para atender pacientes acometidos pela covid-19. Ele também questiona quanto à abertura de novos leitos de UTI. Há uma fila de espera silenciosa por vagas de UTI no Acre. Ontem, eram 12 pessoas na fila.

Ainda no requerimento, o parlamentar pede explicações aos gestores quanto ao estoque de oxigênio. A imprensa nacional divulgou no final de semana que o Acre só tinha oxigênio para operar por mais 13 dias. A reunião aconteceu em Brasília e empresários ligados ao ramo de oxigênio medicinal revelaram a situação crítica do Acre e Rondônia.

Nesse sentido, o deputado acreano quer saber o que está sendo feito para contornar isso e não deixar o Acre se tornar uma Manaus, com pacientes indo a óbito por falta de oxigênio.