Nota de repúdio à deputada Jéssica Sales

#notarepudio

jessica
Jéssica Sales, deputada federal do Acre

SINASEFE – A seção sindical Sinasefe Rio Branco, vem a público repudiar a fala da Deputada Federal Jéssica Sales proferida na tarde de hoje em entrevista para um veículo de comunicação local, num dos trechos a deputada afirma que os profissionais da educação possuem privilégio por não estarem em trabalho presencial até o momento.

É lamentável o desconhecimento do funcionamento da Educação Pública por parte da deputada e dos parlamentares que defendem o Projeto de Lei (PL) nª 5595/2020. Destaca-se que mesmo com todas as dificuldades, professores e técnicos administrativos estão em trabalho remoto, não estamos de braços cruzados, estamos trabalhando e muito, tendo em vista que o serviço remoto dobrou a nossa carga laboral, enfrentamos ainda a luta contra os cortes de mais de 7 bilhões de reais retirados da educação com o aval de diversos parlamentares nos últimos 4 anos.

O que a parlamentar faz questão de não entender é que a nossa defesa é pela vida, não só as nossas, mas de nossos alunos e seus familiares. Não defendendo a morte e genocídio como diversos políticos em nosso país fazem, desconsiderando as recomendações da OMS e da ciência. Nós servidores públicos estamos vivenciando e superando todos os problemas de acesso ao ensino durante pandemia.

Uma crise sanitária que já vitimou mais de 400 mil pessoas no país, e em nosso Estado tivemos mais de 1000 vidas perdidas, dados esses desconsiderados em sua fala. A deputada demonstraria humanidade e faria maior serviço a população se como nós, defendesse a ciência e a vida, e propostas de eficácia comprovada como o distanciamento social, trabalho remoto e vacina.

A fim de que saiam do achismo e senso comum, fazemos uma proposta para que os políticos que tanto defendem o retorno de aulas presenciais façam o seguinte experimento: vivenciar durante 30 dias o cotidiano de um servidor da educação no Acre, se aglomerem em 10 salas com mais de 40 pessoas, média de nossas escolas , que frequentem também o transporte público e seus ônibus lotados e locais como o terminal urbano, se apresentarem sintomas, façam uso do tratando com o kit COVID e após esse período se não estiverem mortos, nós também faremos a defesa do retorno presencial.

Façam o experimento com adeptos do retorno presencial apenas, não acreditamos que terão obstáculos em encontrar voluntários, uma vez que temos vereadores, deputados estaduais, federais e senadores apoiando a sua proposta.

SINASEFE