Senado derruba veto que impedia Federações Partidárias (fed, est e mun)

#federação partidária

Mais uma derrota de Bolsonaro no senado

perpetua
Deputadas do PCdoB comemoram; Perpétua estava lá

Senado – Os senadores derrubaram veto às regras de instituição das federações de partidos políticos (Veto 49/2021). Texto segue para votação dos deputados.

Repercussão:

Dep Perpétua

-Quando se faz política com o coração e dedicação, o sentimento fica estampado na foto que registrou o momento da vitória da FEDERAÇÃO partidária no Senado. VIVA a DEMOCRACIA!

Dep Orlando Silva, SP

VITÓRIA INCRÍVEL! Com 353 votos, a Câmara segue o Senado e rejeita o veto de Bolsonaro às Federações Partidárias. É uma conquista democrática fundamental, que é do@PCdoB_Oficial , mas não apenas. É também uma derrota de Bolsonaro, que quis impedir a decisão do Legislativo.

Dep Renildo Calheiros, PE

Em todo mundo surgem novas formas de agremiações partidárias, e no Brasil não podia ser diferente. Para governar é preciso aglutinar os partidos. A Federação é a modernização dos partidos no Brasil, que mantêm sua identidade e fortalecem a democracia.

Senador Paulo Rocha, PT-PA

O Congresso Nacional rejeitou o veto de Bolsonaro à criação de federações partidárias para disputar as eleições (Veto 49/2021). “Eu quero chamar atenção, exatamente porque é o caso da federação. A federação não é uma lei que chegou agora, oportunisticamente, em véspera de eleição; já faz parte de um processo de debate a partir de um grupo de estudo que existia no Senado Federal e que propôs a lei da federação, já que a questão da coligação estava se consolidando como não coligação no nosso País, com essa ideia de consolidar que as representações políticas, as representações partidárias, representassem um pensamento, porque essa é a forma de consolidar a democracia e a chamada representação política nas Casas Legislativas”.

Professor Jefferson Fonseca

O veto às federações partidárias foi derrubado no Senado. Agora caberá a Câmara decidir sobre o tema. Federação partidária, ao contrário da coligação, é uma boa solução pois mantém a tendência de redução das legendas, mas permite que legendas ideológicas mantenham a identidade.

Upiara Boschi, jornalista

Federação partidária coloca um novo elemento no jogo político. Sou otimista: vejo como pré-fusão entre partidos afins. Lembrando que a federação vale em nível federal, estadual e municipal por quatro anos. Quem larga, fica sem fundos eleitoral e partidário.