Sai Nobel de Medicina para ‘receptores de temperatura e toque’

#nobel

Expresso

nobel
Os dois cientistas são norte-americanos

Nobel da Medicina atribuído a dois cientistas pela descoberta de “recetores de temperatura e do toque”

 

Segundo a Fundação Nobel, a descoberta de “recetores de temperatura e do toque” pelos cientistas agora laureados “revela um dos maiores segredos da natureza”. O seu trabalho permite “explicar como o calor, o frio e o toque podem iniciar sinais no sistema nervoso, que nos permitem ligar e adaptar ao mundo que nos rodeia”.

Estas descobertas permitem compreender melhor a nossa perceção sensorial a um nível molecular, sendo “importantes para muitos processos fisiológicos e doenças, como a dor crónica”.

O Prémio Nobel da Medicina 2021 foi atribuído aos cientistas David Julius e Ardem Patapoutian.

anúncio foi feito esta quinta-feira de manhã pelo secretário-geral do Comité Nobel, Thomas Perlmanna, a partir da Academia Real de Ciências em Estocolmo. É o primeiro prémio Nobel a ser anunciado este ano.

Segundo a Fundação Nobel, a descoberta de “recetores de temperatura e do toque” pelos cientistas agora laureados “revela um dos maiores segredos da natureza”. O seu trabalho permite “explicar como o calor, o frio e o toque podem iniciar sinais no sistema nervoso, que nos permitem ligar e adaptar ao mundo que nos rodeia”.

Estas descobertas permitem compreender melhor a nossa perceção sensorial a um nível molecular, sendo “importantes para muitos processos fisiológicos e doenças, como a dor crónica”.

“A nossa capacidade para sentir calor, frio e o toque é essencial para a nossa sobrevivência e sustenta a nossa interação com o mundo que nos rodeia. Na nossa vida quotidiana, tomamos como certas estas sensações, mas como é que os nossos impulsos nervosos são iniciados para que a temperatura e pressão sejam percecionadas? Esta pergunta é respondida pelos laureados do prémio Nobel deste ano”, afirma o comunicado de imprensa da Academia.
David Julius nasceu em Nova Iorque, em 1955, e é atualmente professor na Universidade da Califórnia.

Ardem Patapoutian nasceu em Beirute, no Líbano, em 1967, mas mudou-se durante a juventude para os Estados Unidos e é agora cientista no instituto Scripps Research, em La Jolla, na Califórnia.

O prémio Nobel da Medicina é a distinção entregue anualmente aos autores “da mais importante descoberta na área da fisiologia ou medicina”. Os laureados são escolhidos pelo instituto Karolinska e este ano vão receber 10 milhões de coroas suecas (quase 986 mil euros) (mais ou menos 6 milhões de Reais – oestadoacre)

A distinção foi criada por Alfred Nobel, o químico sueco que inventou a dinamite. Em testamento, o cientista criou cinco prémios: Medicina, Física, Química, Literatura e Paz. (…)

Em tempo: O Brasil nunca ganhou o Prêmio Nobel

Em tempo 2: post escrito em português, de Portugal