Eleições 2022: A voz do dono força a barra…

#merval

Merval Pereira, que fala pelos donos da Globo, pensa que todos são otários….eis trecho do que escreveu neste feriado de finados na sua coluna:

‘A tese de que o eleitor fará a seleção natural para escolher quem será capaz de derrotar Bolsonaro e Lula no ano que vem tem mais credibilidade para esta eleição do que em 2018, quando a maioria queria mesmo era impedir que o petismo voltasse ao poder. Hoje, a maioria quer que apareça algum candidato capaz de derrotar o presente infame e o passado recente que não quer ter de volta.

Bolsonaro surgiu do nada para derrotar o candidato petista Fernando Haddad porque, naquela ocasião, o eleitorado votou com sangue nos olhos. O PT inaugurou a política do “nós contra eles”, sem se dar conta de que “eles” tinham a maioria depois que o predomínio petista foi sendo corroído pelas acusações de corrupção, do mensalão ao petrolão. Não que os extremistas de direita sejam, ou fossem naquela ocasião, a maioria do eleitorado, mas porque Bolsonaro surgiu como uma novidade que não era, mas parecia ser, pela linguagem desabrida, pela suposta coragem de encarar os poderosos, de ir contra “o sistema”. ‘(…)

Em tempo: ‘seleção natural’ é tirar Bolsonaro…não surgir uma terceira via…‘hoje a maioria quer que apareça algum candidato..’ as pesquisas não dizem isso…mas, enfim, a velha imprensa joga sempre contra os interesses da maioria…Merval faz o seu papel – J R Braña B.