Globo defende reajuste zero ao funcionalismo público

#funcionalismo

Em editorial de hoje o jornal ‘OGlobo’, do Rio de Janeiro critica a intenção do governo conceder aumento ao funcionalismo público. Diz trecho do pensamento da família Marinho: Se ainda faltava argumento para convencer os senadores a barrar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, ele foi dado pelo presidente Jair Bolsonaro na terça-feira em viagem ao Oriente Médio. Bolsonaro informou ter pedido ao ministro Paulo Guedes, da Economia, que acomodasse um reajuste aos servidores federais na folga fiscal criada pela eventual aprovação da PEC. Foi um ímpeto oportunista, irresponsável e eleitoreiro. A única meta é melhorar suas chances de ser competitivo no pleito de 2022.

Como se sabe, o grupo Globo entrou na campanha de Sérgio Moro, o ex-juiz parcial de Curitiba que não sabe falar português, que vai concorrer a presidente. Claro que uma casta do serviço público federal (juízes, procuradores, militares) tem salários acima da média da maioria, mas isso não significa dizer que o setor não tenha direito à reposição salarial nos tempos de alta da inflação e corrosão do poder de compra. No tocante aos servidores públicos, em particular do Acre, a maioria vive de salários humilhantes…e a inflação bolsonárica fez todo mundo empobrecer nos últimos anos.

Em tempo: 79 mil acreanos já estão sem renda para sobreviver nos próximos meses…Este mês não têm mais o Auxílio Emergencial….Bolsonaro acabou o Bolsa Família…criou o Auxílio Brasil e reduziu em mais de 22 milhões o número de beneficiários.

J R Braña B.