Bocalom: ‘Vamos resolver o problema do transporte coletivo’

#bocalom

PMRB divulgação

bocalom
Prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom

Prefeitura de Rio Branco assume temporariamente transporte coletivo

 

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, avocou o artigo 65 da Lei Municipal nº 332 de 12/01/1982,  que trata sobre intervir no serviço de transporte coletivo nos casos de guerra, perturbação da ordem pública, interrupção do serviço por parte de transportadora, ou de deficiência grave na operação do serviço e, assume temporariamente o controle do transporte público na capital acreana.

O prefeito já havia decretado situação de emergência no transporte público no dia 20 de dezembro de 2021, em decorrência do abandono de linhas por partes das operadoras.

No domingo, dia 16 de janeiro, as empresas de ônibus decidiram interromper os serviços por tempo indeterminado, prejudicando milhares de usuários. Diante da indiferença das prestadoras de serviço a prefeitura decidiu assumir o transporte coletivo para reestabelecer o atendimento na cidade a partir desta terça-feira, 18.

A intervenção foi anunciada pelo prefeito Tião Bocalom durante coletiva de imprensa, na manhã desta segunda-feira, 17. O gestor estava acompanhado do superintendente da RBTrans, Anízio Alcântara, e de diretores da autarquia.

 

Nós vamos resolver o problema do transporte coletivo em Rio Branco. Todos sabem que essas empresas que estão aí sempre ditaram a forma como iria funcionar o Sistema, e sempre foi em benefício dos empresários – Bocalom

Com base na deficiência grave na operação e, principalmente, na interrupção do serviço, o Município assumiu o controle temporário do transporte público , sem prejuízo para os trabalhadores.

De acordo com o prefeito, os serviços começarão a ser prestados nesta terça-feira por volta das 6 horas. Ele disse também que enquanto durar o decreto de emergência a empresa Ricco Transportes, do Estado de São Paulo, assumirá parte dos serviços e que 51 veículos já estão a caminho de Rio Branco.  Mais da metade desses carros tem ar-condicionado.

“Nós vamos resolver o problema do transporte coletivo em Rio Branco. Todos sabem que essas empresas que estão aí sempre ditaram a forma como iria funcionar o Sistema, e sempre foi em benefício dos empresários. Nós estamos acabando com isso, na nossa gestão o transporte público atenderá a população. Nós já baixamos o preço da passagem, convocamos novas empresas e agora, já que essas que atuam hoje não querem trabalhar, vamos usar da lei para que o nosso povo não fique na mão” disse Bocalom.

Só peço um pouquinho de paciência à nossa população – prefeito Bocalom

O prefeito disse ainda, esperar que até a semana que vem as linhas de ônibus da capital já estejam sendo atendidas pela nova empresa. “A Ricco é uma empresa que atua nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Ela já está enviando ônibus seminovos, por enquanto, para atender as linhas que a empresa Floresta atende atualmente. Só peço um pouquinho de paciência à nossa população. Estamos resolvendo um problema que vem de anos e anos e nenhum prefeito se atreveu a resolver” completou o prefeito.

Foi necessário tomar essa atitude para não prejudicar a população. Os serviços à população, de forma emergencial, visam atender prioritariamente os trabalhadores que usam o transporte coletivo para se locomoverem ao local de trabalho.

O prefeito Tião Bocalom pediu a compreensão da população neste momento, mas ressaltou que a Prefeitura está procurando resolver o problema e neste momento soma esforços para amenizar os transtornos causados.