Novas profissões alternativas em alta

profissões

Novas profissões alternativas em alta

 

profissões
Photo by Pexels

O mundo tem evoluído em uma velocidade impressionante e a cada ano que passa a economia também cresce e abrange cada vez mais áreas. Esse desenvolvimento constante permite que novas profissões alternativas estejam em alta e aqui será possível conhecer algumas das mais demandadas.

Profissionais de tecnologia são alguns dos mais procurados pelo mercado de trabalho

 

De acordo com uma pesquisa divulgada no final de 2021 pela Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais (Brasscom), a demanda por profissionais da área deve chegar a quase 800 mil vagas até 2024.

O estudo considera que serão investidos mais de 413,5 bilhões de reais em tecnologias de transformação digital por todo o país e a demanda esperada é quase o dobro de um estudo realizado pela Brasscom em 2018, que estimou que até 2024 seriam necessárias apenas 420 mil vagas.

A nova expectativa revela um crescimento acelerado por profissionais do setor e indica que as chamadas profissões do futuro, que vão de desenvolvedor de softwares e analistas de big data até designers de experiência do usuário, serão cada vez mais procuradas.

Vale mencionar que para ingressar nesse mercado de trabalho tão em alta é possível ter tanto cursos de ensino superior, como uma faculdade de ciência da computação, quanto pós-graduações e até mesmo cursos técnicos ou disponíveis na internet, todos voltados para a inserção rápida no setor de tecnologia.

Profissões são impulsionadas pelo desenvolvimento de modalidades esportivas

 

Com o crescimento do poker ao redor do Brasil e a grande quantidade de competições oficiais sendo abertas pelo país, outro tipo de profissão que está em alta é a de dealer de poker.

Ele é o responsável por garantir que as regras da modalidade estejam sendo cumpridas e de organizar o fluxo da mesa, por exemplo. Tamanha é a importância dessa profissão para o esporte que diversos cursos foram abertos ao longo dos últimos anos, de modo que atualmente existem muitas formas de se tornar esse tipo de profissional, além de algumas dicas e truques.

Assim como em alguns trabalhos da área de tecnologia mencionadas acima, esse setor não demanda curso superior, sendo possível encontrar cursos de dealers e centros de treinamento que demandam cerca de 100 horas de aprendizado para serem completados, o que envolve algumas aulas teóricas e muitas situações práticas.

Vale mencionar que o poker é uma modalidade internacional e dealers com mais experiencia muitas vezes conseguem encontrar trabalho em diversos locais considerados destinos de poker ao redor do mundo.

Em outras palavras, isso significa que, além do Brasil, é possível desempenhar a função em locais como Monte Carlo, Macau e Flórida e até mesmo acompanhar campeonatos internacionais como a World Series of Poker (WSOP) e o European Poker Tour (EPT) – com a ressalva de que para isso será necessário aprender pelo menos um idioma como o inglês para se comunicar.

Economia sustentável também tem criado muitos empregos

 

profissões
Photo by Pixabay

Além das profissões de tecnologia e do poker, outra área que tem visto um aumento significativo na demanda por profissionais capacitados é a da economia sustentável, também conhecida como economia verde.

Voltada para o desenvolvimento econômico do país sem a necessidade de causar degradação ambiental, um estudo da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) estima que somente os setores relacionados à cadeia de energia eólica irão gerar mais de 200 mil empregos diretos e indiretos nos próximos quatro anos.

Vale ressaltar que a agricultura, que foi responsável por expressivos 27,4% do PIB brasileiro em 2021, também conta com uma forte expectativa em relação à economia sustentável e profissionais capazes de desenvolver o campo com o uso de tecnologias verdes – muitas vezes mais eficientes que os métodos tradicionais – têm visto um aumento enorme de procura.

Nesse sentido, algumas das funções mais procuradas têm sido aquelas capazes de unir competências relacionadas à agricultura, tecnologia e transformação digital de negócios, com destaque para os técnicos em agronegócio e agricultura digital e os engenheiros agrônomos digitais, o que significa que é possível ingressar nesse mercado tanto por meio de cursos técnicos quanto por cursos superiores.