Ibama deve conceder mais uma licença para o Linhão 2 nos próximos dias

Equipe do Ibama completou mais uma visita técnica entre Rio Branco e Porto Velho, pela BR-364, trecho por onde será instalado o circuito 2 da rede de energia conhecido como o Linhão 2.

linhao5D7_Transmissao-1Uma equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) do Acre completou na semana passada mais uma visita técnica no trecho entre Rio Branco e Porto Velho (RO), pela BR-364, trecho por onde será instalado o circuito 2 da rede energia da Eletrobrás, conhecida como o Linhão 2.

Essa outra mão do circuito, garante a Eletrobrás, reforçará e dará estabilidade na energia fornecida ao Estado do Acre, evitando, espera-se, de uma vez por todas, as interrupções no fornecimento à capital Rio Branco e em alguns município já interligados pelo Linhão 1.

Segundo informações apuradas por oestadoacre.com, são três as licenças que o Ibama deverá conceder às empresas que venceram as concorrência para essa mega obra que, a exemplo do Linhão 1, vai novamente atravessar fazendas, pequenas propriedades, áreas indígenas, religiosas, e até patrimônios naturais como os Geoglifos.

A primeira licença já foi concedida, que é a licença dos estudos do projeto. A segunda, que deve sair até o final de agosto, é a licença de instalação, que é considerada pelas concessionárias, a mais importante. A terceira e última licença é a de operação, que autorizará o funcionamento do sistema.

500 reais para igreja. Só?

São muitos os problemas, obstáculos (inclusive um cemitério) e indenizações que as empresas concessionárias do Linhão 2 têm que resolver. Nas proximidades de Porto Velho, uma igreja protestante, segundo os estudos preliminares, que estaria na rota da rede, recebeu uma proposta de apenas R$ 500 para abandonar o local. Claro, a proposta não foi aceita e as negociações continuam.

Também uma área da União do Vegetal (UDV), do lado acreano, está negociando parte de suas terras para o Linhão 2. Não há informações ainda de valores que serão pagos pelos responsáveis pela obra aos proprietários e representantes legais da Igreja do Daime.

No circuito 1, que já abastece a capital Rio Branco desde dezembro de 2008, as torres e fios do Linhão invadiram um Geoglifo (uma grande figura feita no chão, geralmente com mais de quatro metros de extensão), em morros ou regiões planas. Os mais famosos são as Linhas de Nazca, no Peru). Espera-se que o Linhão 2 não repita o feito desta vez.