Professores querem garantir progressão automática

Professores querem garantir progressão automática

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinteac) reuniu em assembleia ontem cerca de 500 professores no Sebrae do centro para discutir a regulamentação da progressão na carreira do magistério.

progresso_caos-e1309734861308O procedimento foi adotado no governo de Jorge Viana e é contestado nos tribunais de vários Estados brasileiros por ser entendido como mudança de cargo. A questão já chegou ao Supremo Tribunal Federal.

Na semana passada, O Tribunal de Contas do Estado garantiu que não faria obstáculo contra a promoção vertical automática. Os sindicalistas temiam que o TCE pudesse considerá-la inconstitucional, o que poderia causar embaraço na Justiça.

O presidente do Sinteac, Manoel Lima, disse que a categoria pretende mobilizar nos próximos dias parlamentares de todo o país para que possam elaborar lei que regulamente o procedimento.

No dia 26 de outubro, está programa uma manifestação em Brasília com cerca de 50 mil professores. O Sinteac vai enviar uma delegação à capital federal.