Acre enfrenta maior desastre natural da sua história, diz Jorge Viana

Acre enfrenta maior desastre natural da sua história, diz Jorge Viana

Em entrevista ao programa Conexão Senado na manhã desta segunda-feira, 27, o senador Jorge Viana disse que o Acre vive uma situação, pois se trata do maior desastre natural da história do Estado. O senador e o governador Tião Viana estiveram no último domingo,26, em Brasiléia acompanhando de perto o trabalho da Defesa Civil e da prefeitura no apoio às vítimas da enchente.

jorgeaf14a74bf32364d3a9b26784480b92fc7-20120216Dados oficiais do governo do Acre mostram que o Estado teve dez cidades afetadas pela enchente. Rio Branco e Brasiléia foram as mais atingidas. O prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, decretou na tarde de domingo estado de calamidade pública nas áreas atingidas pela enchente. A prefeita de Brasiléia, Leila Galvão também decretou estado de calamidade no município.
Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa e Sena Madureira decretaram estado de emergência, diferentemente de Manuel Urbano e Cruzeiro do Sul.

Ao todo, segundo o senador acreano, são mais de 130 mil pessoas atingidas pelas águas em todo Estado. Em Rio Branco esse número é superior a 80 mil pessoas e mais 25 mil imóveis atingidos.

“Somos um povo que vive à margem de um rio, mas este ano, é preciso dizer, o nosso rio Acre bateu todos os recordes de cheia”, disse o senador mostrando-se aliviado com os índices de vazantes detectados no início da manhã desta segunda-feira, o que não diminui a situação de absoluta calamidade nas áreas atingidas.

“O caos só não é maior por causa do alto nível de organização do município e do governo estado e apoio de ministérios, da presidente Dilma (Roussef) e da Defesa Civil Nacional que está nos ajudando desde o primeiro dia, bem como do Ministério da Defesa”, disse Jorge Viana.