Banco da Amazônia lança linha de crédito para vítimas da enchente

O Banco da Amazônia anunciou nesta segunda-feira, 21, que está lançando uma linha de crédito emergencial para vítimas da enchente deste ano. De acordo com o superintendente do banco, José Roberto da Costa, a linha de crédito vem para atender toda área produtiva, tanto rural quanto urbana.

bancodamazoniaO superintendente destaca que as pessoas que podem solicitar esse crédito devem fazer parte da lista de municípios onde foi decretado estado de emergência ou calamidade reconhecido pelo governo federal. No Acre nove municípios enquadram-se nessa situação.

“Essas pessoas que têm propriedade nesses municípios podem procurar nossas agências para acessar essa linha de crédito. Essa é uma linha muito boa. Excepcional em termos de taxa de juros e prazos para resolver diversas dificuldades dessas pessoas que tiveram, de alguma forma, prejuízos e perdas”, ressaltou Costa.

O vice-governador César Messias participou da reunião na qual foi anunciado o lançamento da linha de crédito especial e observou que essa linha surgiu após a presidente Dilma Rousseff assinar uma medida provisória.

Edvaldo Magalhães, secretário de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), ressaltou que o Banco da Amazônia terá que montar uma “força-tarefa” para atender a demanda que virá com o anúncio dessa linha de crédito.

“A linha dialoga com as necessidades que nós temos de apoio à agricultura familiar. Dialoga também com a necessidade de capital de giro da indústria, que vai até R$ 100 mil. Agora vamos pactuar com uma frente de serviços para trazer ao Acre boa parte desses recursos, e o banco precisará fazer um mutirão para operar essas linhas”, concluiu Magalhães.

Como dispor da linha de crédito

José Roberto da Costa informou que os interessados em buscar essa linha de crédito devem dirigir-se a uma agência do Banco da Amazônia para conversar com um gerente da instituição. Aqueles que já forem clientes do banco devem fazer um recadastramento.

Em seguida, o interessado deve apresentar uma proposta detalhando em que ele pretende investir. O superintendente explicou que, com base nessas informações, o gerente poderá fazer uma análise e em seguida contratar o crédito para liberá-lo ao cliente.