Perpétua defende recursos para Forças Armadas

Perpétua defende recursos para Forças Armadas

Adeputada Perpétua Almeida, (PCdoB-AC), presidenta da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, reafirmou a importância do monitoramento das faixas de fronteira. E defendeu à inclusão das forças armadas na distribuição dos royalties do petróleo, como alternativa para o reaparelhamento do Exército, Aeronáutica e Marinha. O comentário foi feito durante palestra da deputada a 400 alunos da Escola do Comando do Estado Maior do Exército no Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (14).

capaforasarmadasA deputada debateu com os alunos o atual cenário político e as forcas armadas e fez avaliação da política de defesa nacional. A parlamentar defendeu uma divisão dos recursos dos royalties do petróleo com as Forças Armadas e destacou que “somente com a presença efetiva do Exército a defesa estará garantida”. Afinalidade da palestra na escola, que tem como missão preparar oficiais superiores do Exército, é permitir aos alunos do segundo ano do curso de comando uma avaliação da política nacional e internacional e seus reflexos no setor de defesa. A parlamentar falou sobre o posicionamento do Brasil no contexto internacional de defesa, especialmente na América do Sul, e o papel da nação para garantir a segurança do subcontinente.

Fronteiras

Perpétua Almeida disse que a Câmara dos Deputados busca, por meio da Comissão de Relações Exteriores, aprimorar as relações com países vizinhos e encontrar soluções comuns com as 10 nações que fazem fronteira com o Brasil na América do Sul. “Acredito que os temas que nos unem aos vizinhos são maiores que as divergências”, avalia.

E anunciou o propósito de “unir esforços para ampliar nossas experiências humanitárias nestas regiões”, ao defender o aumento das tropas de paz no mundo – o que será possível com mais investimentos nas forcas armadas. “As boas práticas humanitárias devem ser melhor divulgadas. Creio que meu pensamento está em sintonia com o governo da presidente Dilma”, afirmou a deputada..

“Esta afinidade entre Executivo e Legislativo é essencial para construirmos forças armadas cada vez mais fortes”, disse ainda a deputada, reafirmando o apoio à inclusão das três forças nacionais na distribuição dos royalties do petróleo, como alternativa para o reaparelhamento do Exército, Aeronáutica e Marinha.